segunda-feira, 13 de julho de 2009

O blog Mudança Criativa está de volta, mas noutras paragens.

Estás a ser redireccionado para lá!


Beijinhos e até já!!

http://mudancacriativa.com/

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Fases....




Para mim os blogs simbolizam fases, momentos que passo na minha vida.
Umas vezes mais longos, outras mais curtos.
Todos evoluímos e crescemos, e com isso também aquilo que escolhemos partilhar com os outros.
Não sei explicar, não preciso explicar... o tempo do Mudança Criativa passou... faz parte de mim e posso deixá-lo partir.
Foram meses de intenso crescimento, foram meses de limpeza interior.
E com a limpeza de medos, crenças e paradigmas limitadores, muitas coisas perderam o valor que tinham... outras ganharam novas luzes.
O blog Ser Livre ainda existe, onde partilho ideias e sugestões que me inspiram.
Obrigada a todos os que por aqui passaram e partilharam esta fase comigo! Outras fases virão! :)

Portanto, para já, encontramo-nos no Ser Livre!
Um grande MUITO OBRIGADA!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Fluir... Entregar

Saber ir com o rio da vida, saber abrandar o ritmo quando as águas merecem o seu descanso, saber avançar no momento certo... é saber ouvir o coração e entregar ao Céu o nosso destino.
Muitas vezes queremos mudar tudo, queremos ir em frente a todo o custo pelo caminho que achamos ser o melhor, queremos isto, aquilo e mais aquilo, e nem sempre temos o que pedimos, porque?
Porque estamos a ir em contra-corrente, porque estamos apenas a forçar a Vida, estamos a forçar-nos a nós mesmos a seguir um caminho para o qual ainda não estamos preparados.
As resistências que nos aparecem são apenas resistências internas, crenças que "compramos" como Verdadeiras deste mundo que acreditamos ser real.
Quando abrimos a mente e dissolvemos as ilusões que vemos como reais, quando abrimos mão das verdades interiores que nos bloqueiam, descobrimos um mar infinito de possibilidades.
Descobrimos que a Luz e o Amor sempre estiveram presentes, descobrimos que as oportunidades sempre apareceram, descobrimos que apenas a nossa perspectiva nos fazia olhar para o lado oposto.
Abrir o coração e entregar a Deus, ao Universo, toda a nossa vida é Saber que somos guiados, sustentados e amados incondicionalmente. É saber que somos capazes de tudo o que sonhamos.
É saber que somos a Luz e o Amor que desejamos.
É não desejar, é Ser!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Paz

Imagem: Google

A paz que buscamos na vida não pode ser encontrada nos outros, não pode ser encontrada noutras situações e também não o pode ser em objectivos realizados ou não.
A paz que as pessoas buscam está dentro de nós e começa a crescer quando finalmente descobrimos que não podemos mudar o mundo, não podemos mudar os outros e não é essa a nossa função.
A nossa função aqui é fazer aquilo que nos faz felizes, o que nos faz sentir bem, é sermos nós mesmos, aceitando todas as partes de nós, assim como aceitando tudo e todos os que nos rodeiam.
É verdade que podemos alterar a nossa realidade, mas não podemos alterar a realidade dos outros.
Cada um de nós tem um livre arbítrio para escolher. Todos, sem excepção, estão a criar as suas vidas com os seus pensamentos e emoções. Não podemos pensar nem sentir por ninguém.

Existe algo no interior do ser humano que o faz ter o impulso de ajudar os outros. Isso é saudável até ao ponto em que tenta mudar a vida do outro por achar que "seria melhor para ele viver de outra forma".
Descobri que as ajudas só são dadas e valiosas quando pedidas e/ou aceites.
Existem ainda dúvidas e crenças no inconsciente colectivo que não permitem um passo em frente... um passo possível e real... um passo de luz e amor que espera por todos. No entanto, tudo tem o seu momento perfeito, e além disso, existem infinitos caminhos possíveis para viver uma vida plena, saudável e completa.
Não somos os donos da verdade e apenas nos vamos sentir livres quando libertarmos o mundo da nossa ideia de mundo perfeito!
A Verdade que existe em cada um de nós é Verdade!

Cabe a cada um de nós viver uma vida plena, completa, curada a partir de um lugar no coração chamado Amor!
Um lugar que em última análise descobrimos como sendo o único lugar. Aquele lugar que se molda às nossas preferências porque deseja ver-nos felizes e satisfazer todas as nossas vontades.
Amar cada um como é, amar o mundo como ele é... quando se ama e se olha para tudo e todos com amor, não existem imperfeições e abrimos caminho para o regresso a casa.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Olhar para dentro...

Olhar para dentro é uma tarefa individual e que nem todos aprendemos a fazê-lo com frequência.
Ainda temos o hábito de olhar para o nosso exterior e observar o que vemos como algo imutável e que não é da nossa responsabilidade.
Também se pode tornar um hábito libertador observar a realidade como o vemos com uma perspectiva completamente diferente e com a responsabilidade consciente.
A consciência observa... a consciência cria... mas pelo processo inverso.
A consciência cria e depois observa. Olhar para além dos limites, ver para além das formas e usar a imaginação para ultrapassar as barreiras do pensamento rotineiro.
Tudo passa... e tudo se transforma.
Temos a responsabilidade das nossas vidas no nosso interior, no nosso livre-arbítrio e na nossa vontade de sermos felizes.
A lição de hoje de Um Curso Em Milagres diz que "A Salvação vem de mim.".
É algo que é de extrema importância porque nos coloca na posição de responsáveis por tudo aquilo que nos acontece e por tudo aquilo que fazemos, dizemos e PENSAMOS.
A meu ver nunca demos muita importância ao PENSAMENTO, talvez por falta de informação, mas a verdade é que a liberdade reside no pensamento que escolhemos pensar.
Quando procuramos a essência das situações de vida pelas quais passamos, encontramos um pensamento, ou vários.
E o que sentimos com os nossos pensamentos? O que sentimos mostra-nos a qualidade dos nossos pensamentos.
Sentir... Pensar... Sentir... Pensar... Começar a Re-Aprender a usar esta ferramenta que possuímos pode trazer-nos a Verdadeira Paz.
Entregar os pensamentos e sentimentos que achamos complicados e dolorosos a Deus, ao Universo e ter fé que tudo passa, tudo se resolve e que podemos ver tudo de um outro modo.
A Alegria é o nosso estado natural, somos Amor e nada mais existe!
Vale a pena investir em pensamentos de Alegria e Amor... não exigem esforço... são a nossa natureza divina!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Pequena nota...

Parece importante referir que este blog não é de nenhum negócio, nem pretende vender rigorosamente nada.
É um blog onde partilho pensamentos, ideias e AMOR.

Escrevi um texto sobre os comentários e a nova moderação que vou fazer nos blogs aqui.

Agradeço a vossa compreensão.

Agradeço a todas as visitas que por aqui passam e irradio Amor por todas elas.

Grata!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Mais uma pergunta poderosa

Hoje lembrei-me de algo que a Isabel Ferreira frisou imenso no curso de coaching que fiz o ano passado: o mais importante é limparmos o lixo mental que fomos acumulando ao longo dos anos, e o que fica é a excelência.
Tenho verificado que isso é tão verdade... tão simples e tão eficaz.
Vivemos segundo crenças e comportamentos que fomos aprendendo quando éramos crianças, guardamos memórias, mágoas, dores, ressentimentos, expectativas, alegrias e desgostos, e quando algo novo acontece temos sempre um ponto de comparação.
Vivemos os nossos dias a compará-los com o passado, ou com o passado dos outros, a encaixá-lo nas velhas crenças e padrões de pensamento.

Eu acredito que a liberdade está para além disso... a liberdade está na libertação das rotinas de pensamento habituais, está no perdão de um mundo que julgamos a todo o momento e no reencontro com o Ser que Somos, este Ser Excelente e Divino que habita em nós.
A Byron Katie pergunta-nos quem somos nós sem a nossa história. Basta responder a esta simples pergunta: Quem seria você sem a sua história?
Mais uma pergunta poderosa que nos pode levar a alcançar um lugar na nossa mente que julgávamos inexistente.
Um espaço em branco... uma tela onde podemos desenhar a história de felicidade, amor e paz... uma paz profunda que não precisa de palavras... uma paz que É... um sentimento que abarca o mundo... um AMOR incondicional....

Afinal, quem seria você sem a sua história?

domingo, 26 de abril de 2009

Perguntas Poderosas

O que é que faria neste momento na sua vida se não tivesse medo de falhar?

Esta é uma grande pergunta que nos pode levar a descobrir desejos profundos que simplesmente não realizamos por medo.
O medo é apenas uma ilusão da nossa mente para nos travar na descoberta deste mundo fantástico e com tanto para nos oferecer.
Quando ultrapassamos e desafiamos os nossos medos, ultrapassamos os nossos próprios limites e percebemos que não existem fronteiras, que os medos são apenas ilusões que criamos para nos mantermos em zonas de segurança, zonas que conhecemos e que são familiares para nós.

Quantos de nós não passamos por situações menos fáceis, reclamamos, não gostamos e mesmo assim não fazemos nada para mudar?
Não fazemos porque existe uma parte de nós que se sente absolutamente segura com o que conhece e o desconhecido é um risco, uma aventura insegura, onde os resultados podem ser assustadores.

Quando experimentamos arriscar, quando ousamos libertar a mente das amarras das ilusões, quando calamos a voz que nos abranda e seguimos em frente, compreendemos que a liberdade é una com quem Somos e que podemos tudo o que sonhamos.

Se um desejo nasce dentro de nós, a realização do mesmo é sempre possível!
Não existem limites, fronteiras são apenas desenhos que pintamos para entreter os nossos receios e para fazer crescer dentro de nós um medo do desconhecido.

Então, o que faríamos se não existissem fronteiras?
O que desenharíamos no nosso mundo se o céu fosse o limite?
Como seria a nossa vida de sonho?
O que podemos fazer, aqui e agora, para realizar o nosso sonho?

Abrir a mente, mudar perspectivas, alterar paradigmas...
É isto que nos é pedido para sermos felizes. Abrir mão das crenças que nos limitam e nos agarram ao que conhecem.
Temos nas nossas mãos a varinha mágica que ilumina a vida! Escolhemos o que queremos fazer com ela!

O que é que faria neste momento na sua vida se não tivesse medo de falhar?

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Texto em Destaque

Hoje o texto "O que é EFT?" escrito por mim está em destaque no Sapo Astral!

Aproveitem para conhecer um pouco mais da técnica!

Link directo do texto: O que é EFT?

Sentir-me bem....

Há momentos realmente em que me dá vontade de fugir e entrar noutra realidade, completamente diferente da que vejo e percepciono todos os dias.
E são estes momentos de resistência, onde o meu pensamento me leva a viver pesadelos mentais que me coloca numa posição inconfortável.
Quando finalmente consigo libertar a resistência, aceitar o que vejo e o que sinto, aceitar este momento presente com todas as possibilidades que tem para mim, nada me parece tão cinzento e as cores do arco-íris começam a manifestar-se com alegria.
É a compreensão de que tudo está em mim. Às vezes é assustador, revolto-me comigo mesma... mas sei que passa e quem está assustado e revoltado é um ego frágil que pensava ser forte, um ego pequenino que gostava de parecer grande.
Nós somos muito mais do que vemos e conseguimos muito mais do que pensamos ser possível.
Entrar em equilíbrio com quem somos, sem colocar barreiras ou resistências, pode abrir portas de conforto e bem-estar maravilhosas, que nem sequer ousamos pensar em momentos egóicos.

Sabe bem entrar em contacto com a parte de nós que tudo sabe e tudo compreende.
A parte de nós que nos mantém em segurança porque sabe que não existe ataque. A parte de nós que nos sustenta porque sabe que apenas a abundância é real. A parte do nós que ama tudo e todos porque não anseia pelo amor dos outros, sabe que é Amor.
Quando entramos neste espaço, onde não existe espaço e tempo, onde o momento presente é tão grande e arrebatador, tudo nos parece simples, amoroso e completamente perfeito.

Para mim, o mais importante é estar bem, é sentir-me bem comigo, e sentir-me bem comigo é viver em comunhão com todo o Universo em todos os momentos.
É saborear esta calma que existe e que é real, é reconhecer os pensamentos reais que existem na minha mente, é cumprir a minha função em todos os momentos, a função que o Universo tem para mim em cada momento... deixar-me ir com o meu coração.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Quer saber sobre EFT? Aproveite Sessão Gratuita!

Bem, estou a disponibilizar parte do meu tempo para mostrar às pessoas como o EFT funciona e o que podem beneficiar ao usarem esta técnica nas suas vidas.

Quem quiser fazer uma mini sessão de EFT (20 minutos) através da internet, GRATUITA, pode contactar-me pelo email angelamaria.mvieira@gmail.com e marcar.

Estas sessões são através do skype ou messenger e é necessário ter microfone e som no pc- se tiver câmara melhor, mas não é obrigatório (sem microfone e fones é que não podemos conversar).

O EFT pode ser feito perfeitamente através da internet, ou até mesmo por telefone (a maioria dos terapeutas americanos de EFT trabalham quase exclusivamente por telefone).
A pessoa aprende os pontos onde tem que tocar e através da conversa com o profissional de EFT chegamos à emoção ou assunto a tratar.

Quem pode beneficiar de uma sessão de EFT?
- Pessoas com dores crónicas
- Quem deseja perder peso (ou aumentar de peso)
- Quem tem vícios (tabaco, drogas, comida,... )
- Pessoas com alergias
- Pessoas com sintomas depressivos
- Quem possui medos e fobias (de qualquer natureza)
- Pessoas que estejam a passar por fases complicadas e não são capazes de gerir as emoções facilmente
- Desportistas que querem melhorar o desempenho
- Quem quer alcançar um objectivo mas está constantemente a afastar-se dele, por várias razões
- Crianças
- Qualquer pessoa que queira sentir-se completamente bem!
- ....

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Escolhas

Decidir...
Escolher...
Escrever...
Confiar...
Libertar...

Todos os nossos desejos se podem tornar realidade, basta que acreditemos que é possível e simplesmente libertá-los ao Universo.
Quanto mais agarrados estivermos ao que queremos, a sua manifestação no mundo físico torna-se mais difícil pois existe uma tensão interior, uma dúvida, um medo, uma necessidade.
Sempre que desejamos algo porque NECESSITAMOS, estamos a focar a nossa atenção na ausência do que pretendemos, e ausência gera ausência.
Quando duvidamos, simplesmente achamos que pode não acontecer e aí a vontade de ter ou viver a experiência tem que ser muito, muito mais forte que a dúvida.
O medo é um grande travão. O nosso inconsciente nunca nos oferece nada que nós não possamos viver, resolver e ultrapassar. Se temos medo é porque em algum nível achamos que não estamos preparados para viver determinada experiência... e este medo pode nem ser facilmente detectado. Basta um simples sinal do nosso corpo, uma emoção subtil quando pensamos ou falamos do objecto ou situação que desejamos.

O ideal será desejarmos algo, acreditando que o podemos receber e entregar ao Universo, sabendo que ele sabe o melhor momento para recebermos e o melhor caminho para nós até ele.
Então deixamos de estabelecer uma pressão, deixamos de querer saber todos os pormenores e simplesmente continuamos a viver em alegria, mesmo antes da realização.
E nesse momento, quando entregamos, quando largá-los e libertamos a tensão interior, tudo pode acontecer.
E muitas vezes o resultado é 1000 vezes melhor do que imaginamos.

Vale a pena escolher as experiências que desejamos viver!
Vale a pena escolher a alegria em todos os momentos.
Vale a pena colocar a intenção do bem-estar geral todas as manhãs!

Vale a pena viver em pleno Amor e Abundância!

domingo, 19 de abril de 2009

Perdão

As pessoas que estão mais próximas de nós são aquelas que nos oferecem a maiores oportunidades para crescer, mudar e evoluir.
Nem sempre conseguimos aceitar com facilidade estes desafios, mas se os analisarmos com o coração, rapidamente percebemos que existe um lado positivo maravilhoso, uma alavanca para um patamar superior, muito acima do que pensamos ser possível alcançar.
Estou a aprender a entrar dentro desses momentos e a não estragar a minha alegria interior.
Estou disposta a ser alegre, a irradiar alegria e a perdoar todas as situações.
Realmente desde pequenina que ouvia dizer que não somos ninguém para perdoar, nem sequer podemos julgar, apenas Deus perdoa, e Ele perdoa tudo. Se Deus perdoa tudo, então quem somos nós para não o fazer.
Além disso, nós nunca estamos a perdoar ninguém fora de nós, estamos apenas a perdoar a nós mesmos.
Quando olhamos para o mundo com os olhos do perdão, todas as soluções aparecem e sabemos que tudo tem o seu caminho traçado, o caminho mais perfeito, magnífico e glorioso.
Agradecer a todos aqueles que nos rodeiam e que puxam por nós, que puxam pelas nossas capacidades, que nos agarram pela mão com amor para nós podermos ir mais longe sempre com uma companhia amorosa e forte.
Obrigada a todos os que me oferecem esta mão forte e amiga.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Vida

A vida vale pela alegria de ser vivida. Lembrar que somos seres livres e de alegria eleva a nossa mente para os campos transcendentes da felicidade, onde o Amor é parte integrante da vida.
Não se procura, não se espera, não se pede, dá-se e simplesmente é. O Amor no estado puro da partilha, da alegria, da comunicação, da simplicidade pura que pertence à complexidade do ser humano.
Acho que afinal não somos mais do que pensamos, simplesmente pensamos que o que pensamos é impossível.
Precisamos aprender a acreditar, precisamos recuperar a fé em Deus, Deus que nos criou e que é connosco em todos os momentos.
Obrigada.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

“I want to be the best that I can be. I want to do and have and live in a way that’s in harmony with
my idea of the greatest good. I want to harmonize physically here in this body with that which I
believe to be the best or the good way of life.”
Abraham Hicks

A minha versão:

Eu quero ser o melhor que posso ser.
Eu quero fazer e ter e viver em harmonia com a minha ideia de bem maior.
Eu quero harmonizar-me fisicamente, aqui, neste corpo, com aquilo que eu acredito ser o melhor ou a melhor forma de vida!

domingo, 12 de abril de 2009

Lei da Atracção na Prática

Eu sou a criadora da minha experiência de vida.

1 - Começar a contar a história da minha vida como eu desejo que seja.

2 - Quando estiver a constatar um facto presente que não gosto ou não quero, parar e fazer a afirmação do que eu desejo - em pensamentos ou palavras, tendo em atenção que também é necessário uma mudança da vibração/emoção.

Eu sei o que eu não quero, então o que é que eu quero?

3 - Escolher pensamentos que me fazem sentir bem.

4 - O que é que eu quero? - Repetir com frequência para alterar a vibração.

5 - Quando sinto uma emoção negativa, parar e:

Estou a sentir uma emoção negativa, o que significa que não estou em harmonia com o que eu quero. O que é que eu quero?

6 - Focar na solução e não no problema. Porquê que eu desejo/quero isto?

7 - Criar um livro de sentimentos positivos e escrever nele diariamente.
Escrever os aspectos positivos de variadas coisas, pessoas, situações, lugares...

8 - Ao acordar, mesmo na cama, escolher pensamentos que me façam sentir bem, focando-me nos aspectos positivos da minha vida.

Começar o dia com pensamentos positivos e sentimentos deliciosos.

9 - Ao deitar, focar-se nos pensamentos positivos do dia e da vida.
Libertar as preocupações e apenas escolher pensamentos que façam sentir bem!

"Esta noite eu vou dormir uma noite descansada, tranquila e relaxada.
Eu vou dormir bem e vou acordar fresca e renovada para um novo dia, num ponto de atracção positivo."

10 - Começar o dia com:

Hoje, não interessa onde eu vou, o que eu faça, com quem eu faça, a minha intenção dominante é ver apenas o que eu quero ver."

11 - Jogo "E Se?"
Focar em aspectos positivos, de como eu gostaria que as coisas fossem.

---------------------------------@-----------------------@---------------------------------
Do livro "Money and The Law of Attraction" de Abraham Hicks

sábado, 11 de abril de 2009

O que é a realidade?

Não existe nada para além do nosso pensamento.
Uma mudança na nossa mente pode alterar o nosso mundo exterior.
A paz que encontramos num recanto escondido da nossa mente pode simplesmente dissolver todos os conflitos a que estamos habituados a experimentar.
Não existe nada mais na nossa vida do que pensamentos.
O nosso mundo reflecte a qualidade do que pensamos, do que sentimos com esses pensamentos.
Temos que partir de algum ponto.
Estamos felizes?
Vivemos a vida que desejamos?
Quando olhamos à nossa volta vemos apenas amor?
O que nos falta?
Uma mudança de perspectiva, pensamentos saudáveis, de amor, carinho, amizade e paz.
Loucura?
Talvez a loucura em que vivemos possa ser dissolvida no encontro com a verdade.
Fico feliz e compreendo melhor estes conceitos quando entro dentro de mim, quando observo a minha vida e compreendo que tudo faz um sentido abismal, que nada do que penso ser se compara com o que Sou.
Deixo-me de histórias e abro as asas ao céu.
Desejo a vida, ambiciono a paz.
Nada é real além do amor que sentimos.
Neste mar infinito, neste campo de possibilidades, temos o livre arbítrio de escolher o que queremos criar.
Que tipo de pensamentos alimentamos?
Que tipo de imagens mentais contemplamos?
Que tipo de sentimentos projectamos?
Tudo está dentro de nós.
Não há respostas fora de nós. Não existe o fora de nós.

(Aconselho vivamente o livro "Um Curso em Milagres", e para um entendimento científico "A Janela Visionária".)

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Quando o medo se funde...

Quando o medo se funde com os nossos pensamentos e passamos a pensar, falar e agir segundo o mesmo, a nossa situação de vida tende a agravar-se.
É verdade que dentro da nossa cabeça existem duas vozes que nos dizem o que fazer, o que dizer, o que achar deste ou daquele... e na maioria das vezes, a voz que prevalece é aquela à que fomos habituados a ouvir com mais frequência.
A voz que nos transmite aquilo que fomos assimilando do mundo exterior, as suas crenças, medos e dogmas, instituidos por uma sociedade que não sabemos o que é, nem para onde caminha.
O medo não existe. O medo é uma criação do homem para se manter numa posição de defesa/ataque, estando sempre alerta para um possível perigo.
O maior perigo existente na nossa humanidade reside dentro de cada um de nós.
Nunca ninguém nos ensinou o poder que existia no nosso interior, e a maioria de nós continua a fugir dessa responsabilidade.
É realmente uma responsabilidade e tanto!
NÃO EXISTE NADA FORA DE NÓS QUE NOS POSSA AMEAÇAR. NÓS SOMOS A NOSSA MAIOR AMEAÇA.
E não estou com isto a dizer que o Ser Humano é a ameaça, e que qualquer ser humano nos pode atacar.
Estou a falar individualmente mesmo. Cada um de nós.
Pode parecer algo impossível, irrealista e muito GRANDE! Mas é uma verdade, que felizmente está a ser comprovada pela nossa ciência.
E no entanto, todas estas teorias podem ser comprovadas na nossa experiência de vida e podemos, finalmente, começar a usar na nossa vida, este conhecimento conscientemente.
Podemos libertar a nossa vida das velhas amarras das doenças, das vítimas, dos ataques e defesas, da carência e da solidão.

Ontem ouvi uma música que durante os tempos de faculdade me acompanhou....

I am you and you are me
Whys that such a mystery?
If you want it you got to believe
Who are we? were who we are
Riding on the great big star
Weve got to stand up if were gonna be free yeah

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself
cause its all just a game
We just want to be loved

The son of God is in our face
Offering us eternal grace
If you want it youve got to believe
cause being free is a state of mind
Well one day leave this all behind
Just put your faith in God and one day youll see it

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself
cause its all just a game
We just want to be loved

The futures in our present hands
Lets reach right in
Lets understand
If you want it youve got to believe yeah

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself yeah
cause its all just a game
We just want to be loved

Hoje consigo perceber de uma forma muito diferente esta letra... consigo senti-la com um sorriso nos lábios e saber que é verdade.
A única coisa que precisamos fazer é acreditar em nós mesmos e eliminar os pensamentos limitadores que habitam na nossa mente, que contagiam a mente humana e dessa forma, criar a nossa realidade interior a partir do amor.
A realidade exterior é um espelho, ou melhor, uma projecção da nossa realidade interior.

Na minha opinião, e vale o que vale, pois é apenas a minha opinião... não podemos estar mais tempo a afastar o nosso Poder Interior, a renegar a nossa natureza e a manter a ignorância sobre as leis que regem este mundo onde ESCOLHEMOS viver uma experiência maravilhosa.

A escolha foi-nos dada para escolhermos o que é nosso, para expandirmos amor.
AMOR!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Um testemunho gratificante

"A minha experiência com o EFT orientada pela Ângela foi uma revelação!

Sinceramente, não me recordo como comecei a receber os e-mails/newsletters da Ângela... mas que de vez em quando as recebi... recebia. No dia 2 de Fevereiro, recebi mais um e-mail dela. Desta vez, chamou-me atenção: "EFT e o Dinheiro - OFERTA". Se o assunto do e-mail chamou a atenção... o conteúdo... ainda mais! O meu instinto foi "Vou responder já"... mas não o fiz. Foram precisos 20 minutos para assimilar o que tinha lido... e arriscar, ou seja, entrar em contacto com a Ângela!
Marquei a primeira sessão para uns dias depois...
Esperava tudo e não esperava nada, pois normalmente encaro as novidades com um misto de cepticismo e entusiasmo. E foi com esse espírito que fiz a minha primeira sessão de EFT.... e as restantes!

Palavra de ordem nas sessões: focalização nos nossos próprios sentimentos, emoções, pensamentos e mal-estar emocional. Ao longo das 4 sessões, descobri que tinha mais bloqueios emocionais do que pensava ter, que tinha de os desfazer e como os desfazer. A ajuda da Ângela foi primordial! Com ela aprendi algumas ferramentas - EFT, colapso - para fazer esse combate diário!
Com todo o carinho... levava um estalo da Ângela... entenda-se por
estalo emocional o seguinte processo: cada frase negativa que eu dizia... a Ângela pergunta algo (relacionado, claro) de tal forma que a minha frase adquiria um teor desprovido de sentido! Se eu continuasse a responder de forma negativa, lá vinha o estalo... lá vinha a pergunta que destruía por completo o pessimismo que sustentava a minha afirmação!
Já venci muitos preconceitos em relação ao dinheiro, mas faltam alguns. Embora este processo esteja a ser moroso, está a ser, sobretudo, gratificante.

Gostaria finalmente de salientar o ânimo e o carinho que me foi transmitido pela Ângela que após as 4 sessões se tornou, sem dúvida e para mim, uma amiga.

Muito obrigada, Ângela!
Muito sucesso, muita prosperidade!

beijos.
rc"

Grata!
Ângela

terça-feira, 7 de abril de 2009

- Estou perdida entre o hoje e o amanhã, com medo que aconteça o mesmo que ontem.

- E sabes porquê?

- Não... talvez porque penso demais e me preocupo demais?

- Também. Mas acima de tudo porque não sabes como a realidade funciona e pensas que a tua preocupação te vai ajudar a resolver alguma coisa.
Os seres humanos são todos assim.
Se soubessem para que servem os pensamentos, saberiam que os podem usar de uma forma construtiva, positiva e empreendedora da sua realidade pessoal.

- Isso parece tudo muito bonito, mas não estou a perceber muito bem.

- Sabias que estás num mundo de pensamentos?

- Como assim?

- Os teus pensamentos estão na base do que tu sentes, do que tu vês e percepcionas na realidade exterior.
Isto é assim, simplesmente porque É.
As leis físicas da natureza universal o determinam.
Os teus pensamentos criam imagens mentais, emoções que estão em contacto directo com a malha mental universal.
Por processos complexos, que o vosso entendimento limitado não consegue abranger, as várias imagens mentais e emoções que percorrem a malha colectiva criam em perfeita sincronia umas com as outras.
Não existem criações em vão e muito menos imperfeitas.

- Isso parece ser muito complexo.

- Depende da perspectiva.
Se aceitares o funcionamento da realidade e te alinhares com as suas leis, será muito simples... e a compreensão virá com a prática consciente.
Neste momento, tu e a maioria das pessoas vive no desconhecido e na falta de informação.

- Falta de informação?

- Sim, ou achas que a maioria das pessoas sabe que cria a sua própria vida?

- Pois, talvez não. Ou melhor, de certeza que não.

- Claro que não.

- E porquê que não sabem?

- Porque assim o escolheram numa determinada altura. Porque o medo e a culpa são emoções muito fortes, e são emoções que encobrem a visão da realidade pura e simples.
Quando acumulas muito medo, a tua capacidade de entendimento da realidade começa a ficar enfraquecida e tu perdes a "visão" real das situações.

- Não estou a perceber muito bem.

- Lá estão vocês, seres humanos, a querer compreender tudo e a fugir do que é realmente importante.
Enquanto vocês quiserem compreender tudo, como se fossem descortinar a verdade depois de compreenderem, adiando para amanhã a prática da Paz Interior, tudo vai sempre ficar para amanhã.

- Acho que estou a compreender o que me queres dizer.

(....)
"Conversas com o Génio"

Mudança na mente

Todas as nossas mudanças começam na nossa mente, tal como o pensamento de hoje o explica.
Às vezes, basta uma mudança de perspectiva para que tudo em nosso redor tenha permissão para mudar, para se alterar de forma a que possamos evoluir e caminhar mais facilmente.
Normalmente, as nossas perspectivas e ideias são muito limitadoras e prendem-nos a situações complicadas, difíceis e dolorosas, apenas porque teimamos em vê-la apenas pelo prisma do sofrimento.
Existem muitos prismas por onde podemos observar a realidade exterior e, quando começarmos a alterar a nossa mente, começamos a perceber que a luz que a realidade nos transmite, a luz que existe dentro da nossa realidade interior, pode ser reflectida no mundo exterior - na realidade exterior, de uma forma brilhante e perfeita.
Tudo o que existe à nossa volta são criações, pessoais e colectivas. São apenas criações.
É algo a que não estamos habituados e talvez demoremos algum tempo a digerir o que isso quer dizer. A mim ajudou-me imenso ver documentários sobre física quântica e metafísica, pois ajudou a minha parte lógica a perceber e compreender a realidade que observo e percepciono.
Claro que para mim ainda não é assim tão óbvio, em todas as situações, que a realidade é apenas energia e que tudo, absolutamente tudo é criado por nós.
No entanto, quando olho de um outro modo para a realidade, quando experimento algumas situações, tenho a plena consciência de que assim é.
Apenas a dúvida e o medo nos afastam da Paz Serena e tranquila deste conhecimento.

Compreender que Somos Um e tudo o que isso implica é algo GRANDE, ILIMITADO e que não pode mesmo ser explicado.
O filme "The Matrix", parecendo ser total ficção, tem pensamentos fabulosos e ensinamentos maravilhosos. Um filme para ver, rever e rever... de todas as vezes faz-se luz dentro de mim e compreendo mais profundamente o que vivemos.
O que estamos aqui a fazer?
Ainda é uma pergunta que me faço com frequência... mas a resposta ainda vem acompanhada de ego... e por isso escolho deixar-me ir, nas mãos do Universo que me guia no que É para mim.

Obrigada!

domingo, 5 de abril de 2009

Quem somos?

Afinal aquilo que pensamos ser, nem sempre é o que É na realidade que não conseguimos ver, tocar, cheirar ou até mesmo sentir.
Quando nos deixamos levar pela malha pensante, faladora, desesperada e amedrontada, acabamos por pensar que queremos, que gostamos ou não gostamos, que temos medo ou medo algum, onde a confusão está instalada e todos os momentos desenvolvem problemas, desafios, perdas e tristezas.
Afinal o que somos nós? Afinal para que nascemos?
Para viver uma vida de faz de conta, à espera que o amanhã seja melhor que o hoje e que o ano que vem traga novos sonhos e talvez melhores condições para "se calhar" avançar na sua concretização?
Que mundo este que criamos para nós mesmos.

Aprender a VER com a luz do coração e com um sorriso torna os momentos mais leves, serenos e perfeitos.
Tudo o que vivemos nos ajuda a aproximar a nossa mente do pensamento "certo", do pensamento alinhado com os nossos sonhos e desejos.
Não existe certo ou errado, existe apenas o desejo de ser feliz, pois hoje achamos (ou pensamos) que não somos pois existe sempre algo que "falta".
Vivemos num tempo em que "falta" sempre algo para nos sentirmos realizados e felizes.
E quando nos damos conta, estamos no fim da linha, onde ainda nos falta qualquer coisa, mas já não falta mais tempo... acreditamos no tempo, somos escravizados pelo tempo e morremos pelo tempo.
Os dias passam e alguns de nós apenas vêm minutos a morrer para a vida e não conhecem a verdadeira natureza do Ser.
Einstein dizia que o tempo era uma ilusão, uma ilusão persistente, mas ainda assim, uma ilusão.

Acho que a grande maioria de nós ainda não se deu conta, não apenas que o tempo é uma ilusão, como a vida que escolhemos viver é apenas uma ilusão.
Há tantos momentos de felicidade que desperdiçamos com pensamentos de tristeza, dor e sofrimento, quando podíamos simplesmente rir com o vento, sorrir ao sol, correr pelo jardim, tocar o mar e saltar na areia.
Não existe limite para o potencial humano, não existe limite para o nosso pensamento e em última análise, o que nos faz sentir mal é a qualidade dos pensamentos que escolhemos pensar em cada momento.

Um sorriso pode fazer milagres, pensar em alguém que amamos ou até mesmo, alterar o sentimento que temos por alguém.
Quando experimentamos "trocar" um sentimento de raiva por um sentimento de amor, quando nos permitimos libertar a outra pessoa que pensamos que nos faz sofrer, reparamos que apenas nos libertamos de um fardo que não nos pertence, nunca pertenceu e pensamos que o deveríamos carregar para sempre.
Quando experimentamos entregar um problema ao Universo para ele o resolver por nós, pois nós apenas queremos ver uma solução que pensamos ser a melhor para nós, descobrimos um mar de soluções perfeitas e a que melhor dança connosco escolhe-nos como par.

Quem somos nós (enquanto seres pensantes palradores, seres egóicos) para achar que sabemos tudo e que temos nas nossas mãos a solução para tudo.
Na realidade temos, mas num lugar onde temos medo de entrar, pois o Poder e Infinidade de Potencialidade pode ser assustadora.
Mas o melhor de tudo, é que esse poder existe e apenas precisamos confiar nele.
E enquanto confiamos, sorrimos à vida e acreditamos que nascemos para ser felizes, livres e alegres!

sábado, 4 de abril de 2009

A vida oferece-nos lições que nem sempre compreendemos de imediato, e acho mesmo que há aquelas que não temos consciência da sabedoria que descortinamos ao ultrapassá-las.
Neste momento, a minha vida atravessa uma ponte onde entrego a dúvida a Deus e confio na sua força e determinação.
Confio que todas as soluções são as perfeitas para mim e que todas as decisões que eu precisar tomar são as correctas!
Não existe certo ou errado, não existe bem ou mal, apenas achamos que existe e todos vivemos numa ilusão tremenda onde estes conceitos se manifestão por acreditarmos neles.

Observo o mundo à minha volta e por vezes fico confusa quando na observação entro nas realidades observadas, sinto o que outros sentem e não apenas observo.
Ainda vivemos num estado em que pensamos que estamos todos separados, que os nossos pensamentos são pessoais e que podemos fazer tudo independentemente dos outros.
Não vemos ligações físicas a tudo o que nos rodeia e achamos que não existem.
Somos como S.Tomé, que precisa ver para crer.

Só ainda não percebemos o porquê de tudo correr mal e de não obter o que desejamos. A premissa está invertida... nós precisamos crer para ver.
A física quântica começa a desvendar os segredos mais puros e fantásticos da natureza humana e universal, segredos que são revelados desde sempre por mestres espirituais e que apenas alguns se disponibilizam a aprender.

Viver numa sociedade como a nossa nem sempre nos ajuda a usar todos estes conhecimentos no dia-a-dia, mas desafia-nos a conseguir obter mais e melhor de nós mesmos.
Os desafios do quotidiano são os sucessos que nos levam à conquista dos sonhos, à realização dos objectivos.
Tudo o que desenhamos na nossa mente pode ser real.
E afinal, o que é real?
Bem, gosto mais de dizer que tudo o que imaginamos pode tornar-se parte da nossa experiência enquanto gostarmos ou desejarmos.
A natureza está em constante mudança, nós fazemos parte da natureza, não entendemos muitas vezes os ciclos e mudanças que atravessamos e desejamos simplesmente abdicar do momento presente.

Respeitar e aceitar mudanças, crescer em amor e alegria, imaginar os sonhos realizados e solucionar problemas de forma simples e fácil.
Um sonho? Uma possibilidade? Um desafio?
Podemos sempre escolher superar o que pensamos ser o nosso melhor!

terça-feira, 31 de março de 2009

Lucky

Jason Mraz
Do you hear me,
I'm talking to you
Across the water across the deep blue ocean
Under the open sky, oh my, baby I'm trying

Colbie Caillat
Boy I hear you in my dreams
I feel your whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard

Duet : Jason Mraz and Colbie Caillat
I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
Ooohh ooooh oooh oooh ooh ooh

They don't know how long it takes
Waiting for a love like this
Every time we say goodbye
I wish we had one more kiss
I'll wait for you I promise you, I will

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
Lucky we're in love every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

Jason Mraz
And so I'm sailing through the sea
To an island where we'll meet
You'll hear the music fill the air
I'll put a flower in your hair

Colbie Caillat
Though the breezes through trees
Move so pretty you're all I see
As the world keeps spinning round
You hold me right here right now

Jason Mraz and Colbie Caillat
I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

Ooohh ooooh oooh oooh ooh ooh ooh ooh
Ooooh ooooh oooh oooh ooh ooh ooh ooh


Recomeçar... Sonhar.....

"Não importa onde você parou...
Em que momento da vida você cansou...
O que importa é que sempre é possível e necessário "recomeçar".
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida e, o mais importante...
Acreditar em você de novo.
Sofreu muito neste período??
Foi aprendendo...
Chorou muito??
Foi limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas??
Foi para perdoa-las um dia...
Sentiu-se só por diversas vezes??
É porque fechaste a porta até aos anjos...
Acreditou em tudo que estava perdido?
Era o inicio da tua melhora...
Onde querer chegar??Ir alto??
Sonhe alto...Queira o melhor do melhor...
Se pensarmos pequeno...Coisas pequenas teremos...
Mas se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor...
O melhor vai se instalar em nossa vida.
Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."
(Carlos Drummond de Andrade)

Foi a Karochinha que publicou este poema, lindo e maravilhoso!
Tão perfeito neste momento para mim.
Obrigada!

segunda-feira, 30 de março de 2009

A verdadeira mudança ocorre na mente

"Lembrar a perfeição, para além do que vemos, é a melhor maneira de elevar a consciência ao nível criador do Universo.
Empatizar com o problema, com a doença, com o sofrimento, é reforçá-lo em nós e nos outros. Ajudar os outros significa enviar-lhes pensamentos de amor, de perfeição, de saúde, de alegria e abundância, sempre e em qualquer circunstância, para além do que possa estar a acontecer. Ao fazê-lo, não só os ajudamos como reforçamos em nós a lembrança de quem somos.
O símbolo mental que podemos decidir manter, reforçar e até acompanhar em todas as circunstâncias é o círculo, pois, através dele, lembramo-nos de que nada existe separado ou só, tudo faz parte da unidade e só nela existe verdadeiramente."

Excerto do livro "A Fonte do Sucesso" de Isabel Ferreira
Este pequeno excerto vale a pena ser lido, relido e assimilado.
Quando olhamos para o nosso exterior e nos esquecemos de quem somos, temos a tendência para julgar o que vemos e observar com toda a força o que está a acontecer.
Nesses momentos, reforçamos a crença em tudo aquilo que não desejamos e esquecemo-nos que a nossa mente pode tudo e é uma fonte ilimitada de abundância, saúde, amor e alegria.
Li este livro há uns anos e agora estou a ler algumas partes, que se vão abrindo para mim com as mensagens mais importantes para o momento.
Hoje reforcei em mim a ideia de que "Dar é Receber" e "Ter é Ser, Ser é Ter". Falarei sobre isto um dias destes.

Amor


Muitas vezes exigimos demais de nós mesmos, vêmos apenas aquilo que não conseguimos atingir e esquecemo-nos das pequenas vitórias.
São as pequenas vitórias que levam o ser humano a atingir grandes feitos!
Principalmente as pessoas que são muito perfeccionistas, anseiam por tudo perfeito e muitas vezes o seu padrão de perfeição está acima dos limites que impõem a si mesmas, mesmo que inconscientemente.
A perfeição acompanha cada um de nós, faz parte de nós e nós já somos perfeitos, em todos os momentos.
Tudo o que vivemos está de acordo com o plano divino traçado por nós mesmos e é sempre uma dança harmoniosa - que nem sempre a nossa mente fechada em perspectivas limitadoras consegue ver.
Quando nos permitimos amar na plenitude, com tudo o que fizemos ou deixamos de fazer, com tudo o que somos e que gostaríamos de ser, temos nas nossas mentes a paz e o nosso corpo relaxa em paz e tranquilidade.

Não precisamos correr para alcançar absolutamente nada. Tudo o que precisamos para atingir a paz que desejamos existe dentro de cada um de nós.
Tenho vindo a compreender a essência dos ensinamentos da lei da atracção, ou lei da causa e efeito.
É verdade que os nossos pensamentos são criadores, mas mais forte do que os pensamentos é aquilo que sentimos.
O que sentimos desperta em nós emoções, e estas, quando associadas aos nossos pensamentos, criam experiências para se alimentarem e reproduzirem.
Quando as emoções estão equilibradas e conseguimos relaxar, a nossa mente também se encontra tranquila e conseguimos ver de outro modo. A janela do mundo abre-se de uma nova forma para nós e os nossos pensamentos estão alinhados com o Universo, numa sincronia consciente e mais que perfeita.

Desisti de tentar compreender... quem quer compreender seja o que for deste Universo é apenas o meu ego.
O meu Ser não precisa de compreensão porque conhece e sabe tudo.
Então, se existe uma parte de mim que tudo sabe, só me resta confiar nela e em Deus e entregar o meu futuro nas mãos de quem Sabe.
E o que fica é Paz e Certeza.

Para mim, auto-estima é mais um conceito.
Auto-Estima é Amor. É amor por mim e por tudo o que É.
Quando me amo a mim, consigo olhar para todos os seres humanos, seres vivos e não vivos, e amar a sua vida, a sua essência e a sua origem: Deus.

domingo, 29 de março de 2009

Porque há histórias fáceis de contar.....

There is no right or wrong way to tell your improved story. It can be about your past, present, or future experiences. The only criterion that is important is that you be conscious of your intent to tell a better-feeling, improved version of your story. Telling many good-feeling short stories throughout your day will change your point of attraction. Just remember that the story you tell is the basis of your life. So tell it the way you want it to be.

Excerpted from the book "Money and the Law of Attraction: Learning to Attract Health, Wealth & Happiness"

Our Love,
Jerry and Esther

sábado, 28 de março de 2009

O Poder Curativo das Crenças

Porque há mudanças que podemos fazer dentro de nós mesmos que podem criar a diferença que desejamos...
Porque merecemos e possuímos todas as capacidades para sermos felizes....
Porque já somos completos, inteiros e AMOR!



Ver e ouvir este vídeo levou-me para outras dimensões dentro de mim.
Sentir... e emanar AMOR em meu redor e para todas as direcções no Universo.
Pode ser que não conheçamos conscientemente a imensidão da VIDA, mas a verdade é que existe uma parte de nós que se lembra e SABE o que está para lá das limitações aparentes que nos impomos todos os dias!
Basta querer ver e abrir o coração.
Quando não compreendemos na totalidade, apenas porque não vemos, deixemos o coração sentir e deixemos que o medo se desvaneça na presença da única coisa que é real: o AMOR.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Desafios

Há momentos em que gostava de não estar aqui!
Gostava de estar num sítio distante e não ter ligações a nada, nem a ninguém!
Quem seria nesse momento? Não sei... mas eu sem a minha história estou tão bem, estou num mundo calmo onde nada me atrapalha e consigo manter-me nessa paz pela eternidade.
Não quero mudar nada nem ninguém e tudo está no seu devido lugar! Tudo está perfeito!
Cada vez sinto mais em mim que todos os nossos pensamentos criam e todas as conversas que temos interiormente acabam por ser reproduzidas no exterior.
Ainda temos muito a ideia que os nossos pensamentos são pessoais e que não se reflectem nos outros.
Ontem disseram-me algo que gostei: "Somos uma espécie de bolha, e nada se passa fora de nós. Sempre que "atacamos" alguém, por palavras, pensamentos ou actos, isso bate na bolha pela parte de dentro e regressa a nós.". E isso acontece com qualquer tipo de pensamento.

Achei realmente interessante!
E olhando para a nossa vida dessa perspectiva, é assim que as coisas acontecem.
Para mim, um grande desafio são os relacionamentos familiares. Acho que é o grande desafio da maioria das pessoas (ou talvez por ser o meu, acho que é assim com o resto).
E hoje estive a ouvir um CD da Isabel Ferreira e a visão dos relacionamentos lá apresentada é brilhante.
Acho que ainda tenho alguns passos para dar nesse sentido... mas espero conseguir atingir um estado de paz no que se refere a esse assunto, em especial num relacionamento... que tem andado a desafiar-me muito.

Deixo aqui o link do CD que estive a ouvir, para quem quiser. Basta clicar no link e inserir o email e já está!

terça-feira, 24 de março de 2009

Mudar é bom....

Imagem: Google

Às vezes as mudanças que nos pedimos são precisas.
É preciso sair, refrescar o rosto com novos ares, novas pessoas e novas situações.
Deixar o vento nos dar a mão e nos guiar nos caminhos da vida.
Temos a escolha na nossa mente e podemos entrar no jogo da vida quando nos apetecer! Mas... com muitas leituras de livros de desenvolvimento pessoal, muitos workshops e cursos, aprendi que o mais importante, é ouvir a nossa voz interior e seguir a intuição.
A lei da atracção existe e podemos realmente realizar os nossos sonhos! No entanto, tenho aprendido que existe algo muito mais poderoso do que apenas decidir o que queremos do Universo, como se o Universo fosse um catálogo.
Acredito piamente que podemos materializar tudo o que desejamos.
Mas também acredito que estamos aqui por uma razão, que existe um desejo profundo de realização pessoal, algo que realmente queremos oferecer ao mundo.
Acima de tudo, o que temos para oferecer é limpar o nosso interior, limpar a nossa mente de pensamentos equivocados sobre nós e o mundo.
Quando conseguirmos estar num "estado de graça" todos os desejos partem do coração e não existe nenhum impedimento exterior para a sua realização.
Há uns anos li "A Profecia Celestina" e todos os livros que se seguiam na colecção e a visão simples do mundo apaixonou-me.
Estar em pleno contacto com a Natureza, com o Universo e simplesmente seguir o fluxo!
Quando seguimos o fluxo... quando nos deixamos navegar no rio da vida, tudo flui de uma forma perfeita e maravilhosa.
As mudanças acontecem porque sim... e tudo se encaixa numa dança melodiosa!

domingo, 22 de março de 2009

Newsletter Março

O Universo oferece-nos a cada momento o que é mais importante para nós.
A humildade de compreender as lições que resolvemos aprender está na linha da frente da nossa vida, e quando decidimos aceitar que Somos nós que decidimos o que escolher em cada momento, podemos aprender em Paz e descobrir em cada aprendizagem um Sucesso.
O nosso pensamento tem um poder indiscutível, mas quando não o usamos com o coração, nunca podemos saber qual o resultado em consciência.
O coração comunica connosco.
Uns acreditam em Deus, outros numa Inteligência Infinita, outros num Ser Superior, outras na Intuição... tantos nomes e conceitos que nem sequer compreendemos. O que interessam nomes?
O que sentimos quando comunicamos com a nossa essência é tão forte que rapidamente reconhecemos o Amor Infinito que nos preenche e que constrói todo o mundo que vemos, sentimos e vivemos.
Existem tantas soluções que nos oferecem, tantos caminhos, que muitas vezes nos sentimos perdidos.
Todos os dias o nosso pensamento é estimulado por milhares de situações, palavras, sons, pensamentos, imagens, novas ideias. Quando nos encontramos no meio de tudo isso sem um fio condutor na nossa vida, perdemos muitas vezes o rumo e temos dificuldade em encontrar um caminho.
Quando nos ouvimos, e ouvimos em Amor, quando sentimos que essa voz vem da nossa essência, provém dessa Inteligência Infinita, reconhecemos o "nosso caminho".
Podem ocorrer mudanças, podem surgir novidades, podem aparecer obstáculos... mas sabemos para onde desejamos ir e que temos sempre um guia interior que sabe o que é melhor para nós.
Quando tudo à nossa volta nos mostrar confusão, basta olhar para dentro e limpar a confusão interior. Baixar o volume dos pensamentos e querer ouvir a voz do coração.
A resposta está aqui, bem dentro de nós.
Não há perguntas sem respostas.
Não há problemas sem soluções.
Todos os desafios nos ensinam a crescer e a construir um mundo melhor!

Ângela Vieira
Consultora e Terapeuta Pessoal

- Consultas de Coaching e EFT(Técnicas de Libertação Emocional)
- Programas Pessoais de Desenvolvimento Pessoal
- Workshops para Pais e Professores - Coaching


Formação:
Coach com Certificação Internacional pelo CCF(Certified Coaches Federation) e ECIT(Escola de Coaching ECIT)
Coaching para Pais e Professores
EFT(Emotional Freedom Technique) - Nível I e II
Reiki - Nível I
Frequência de workshops de Desenvolvimento Pessoal - Método Louise Hay e outros

Licenciatura em Matemática Aplicada à Tecnologia

sexta-feira, 20 de março de 2009

Relacionamentos

Todos nós somos desafiados no nosso quotidiano nos relacionamentos mais próximos.
De formas simples ou mais ousadas, todos temos obstáculos pessoais a ultrapassar e melhoramentos a fazer.
A verdade é que esses melhoramentos são apenas uma forma de dissolução do nosso ego.
Lá no fundo, nós já não precisamos de alterar nada, apenas vivemos nessa ilusão.
Temos um mecanismo de defesa inconsciente que se comporta como se estivesse a ser atacado por simples palavras ditas por outra pessoa. E quando essa pessoa nos é muito próxima, a reacção multiplica-se exponencialmente.
Há quem fale em relacionamento cármicos ou mal resolvidos no passado.
Hoje em dia não acredito nessas coisas. Sinto apenas que existem memórias emocionais, por determinadas situações que vivemos, que são despertadas e alimentadas nos relacionamentos.
O nosso estado de apego a determinadas memórias e rotinas mentais leva-nos a viver e reviver as mesmas situações, vezes sem conta.
Achamos que somos aquilo que vivemos e achamos que não temos volta a dar à situação. Acho que isso é mentira.
Um estado de presença e a observação consciente podem ajudar na dissolução da identificação com o ego, assim como a identificação com a razão que nos leva a achar os relacionamentos mais ou menos complicados.
Desde menina que sonho com relacionamentos perfeitos e toda a minha vida vivi a acreditar que isso era possível. Acabava por me desiludir pois as pessoas não chegavam aos padrões que eu construía para elas.
Pior, ficava imensamente chateada comigo porque eu mesma não atingia os meus objectivos perfeitos.
A questão que me resolvi colocar foi: quem me disse que a perfeição era desta ou daquela maneira?
O meu ego.
E pronto... a partir daqui pude começar a construir novos valores e novos paradigmas para os relacionamentos.
E aqui se encontra o processo de dissolução do ego: aceitação.
Começo por me aceitar como eu sou.
Aceitar as minhas reacções, que vão sendo observadas e começam a dissolver-se na luz da consciência.
Aceito o que sinto e abro os meus horizontes, libertando o meu peito da culpa, do ressentimento, da raiva... abro espaço para a aceitação, o amor e a alegria.
Quando me aceito, descubro que o outro é igual a mim.
Quando reajo ele também reage. A inconsciência toma conta dos dois.
Quando aceito, o ego dele não resiste à consciência e dissolve-se.
Nós somos apenas UM, na sua magnificência e poder. Podemos tudo o que sonhamos, por isso, aceitar quem somos e todos os que nos rodeiam, é aceitar a Unidade e o Deus em todos nós.
Sim... porque se Deus faz parte de mim, também deve fazer parte de todos os outros seres humanos.
Como pode Deus atacar Deus? Como pode Deus defender-se de Deus?
Deus aceita, perdoa e ama.

Um trabalho lindo


Vale a pena ver o trabalho de uma artista fantástica: Teresa de Freitas.

Espero que gostem da sugestão!
Entretanto partilho também as sugestões que ela me enviou por email.


"1ª - FEIRA ALTERNATIVA - 2009 - 27 a 29 de Março
Na Cordoaria Nacional. É uma feira muito interessante, onde acontecem muitas coisas que nos ligam mais a nós e ao planeta azul.
mais informações em: www.terraalternativa.com
2ª - VISITA AO MEU ATELIER***** - Sábado 28 das 15 às 22h e Domingo 29 das 15 às 20h
Mais um local interessante para visitar, onde acontecem muitas coisas que nos ligam à arte e à alegria de viver neste planeta azul.
Terei de certeza pelo menos um chazinho para partilhar convosco.
Trv. Conde da Ribeira 16 r/c Dtº (fica muito próximo da Cordoaria), envio anexo com mapa.
para conhecer um pouco o meu trabalho: http://pwp.netcabo.pt/teresa.defreitas/
Se quiserem enviar sms antes de vir, estarei a contar convosco.
tel: 91 473 60 30 / 96 128 54 04
Amigos, programas não faltam, a dificuldade é mesmo saber qual escolher.
Escolham pelo coração e sejam felizes!
Teresa Alegria"


segunda-feira, 16 de março de 2009

Um Curso Em Milagres

Silêncio


Há momentos em que a vida nos pede SILÊNCIO!
O silêncio interior é o meu santuário e o meu refúgio quando me sinto um pouco mais em baixo.
Um hábito, um modo de vida, uma forma que encontrei de me restaurar e da vida me equilibrar.
Não acho que é o único caminho, reconheço como sendo o caminho que encontrei e que talvez sempre tenha sido o mais fácil para mim.
Desde que descobri o poder que a meditação oferece, tenho-me rendido a esse silêncio interior, assim como a meditações guiadas e relaxantes.

Todos, sem excepção, temos dentro de nós o Poder e o Amor para VIVER em alegria, harmonia e amor.
O nosso estado natural, um estado de presença absoluta, no Agora, abre um espaço dentro de nós, um Silêncio Divino, que alberga algo Maior, Poderoso e Sagrado.
É inexplicável e apenas se sente.
Tenho feito os possíveis para me manter no Presente e observar os caminhos que a minha mente percorre a fugir da bênção do momento.
Concordo quando dizem que o nosso ego nos tenta manter longe desse espaço, dessa abertura.
Mas também sinto que a nossa Presença Observadora é capaz de tornear qualquer resistência e dissolver qualquer emoção que nos impeça de VER!

Becoming Just Awesome Part 1 - Action vs. Protection

Enjoying the sun

Welcome to Part 1 of our FinerMinds 19-part series aimed at helping YOU become more awesome. What exactly does becoming more awesome mean? Well, it means becoming a person and living a life that blows YOU away.

There is no one else to please in your life except you. Living an awesome (or tremendous or amazing or mind-blowing) life is about claiming ownership of your destiny, identifying the patterns of thinking and behaving that hold you back, defining what makes you happy and means success to you, and taking decisive action to achieve it.

Perhaps you’re thinking this is all rather selfish, this focus on pleasing yourself, becoming a better you. But the fact is being happy and content in your own skin translates into loving kindness and greater compassion towards others.

Think about the individuals around you who are unhappy and chronically dissatisfied. The complainers. I’d wager these aren’t the folks who would be first in line to take action to help another person. It’s the self-actualized beings in your midst who think about how they can help others and make the world a better place.

Some of the knowledge we’ll be sharing is pretty straightforward. This is stuff that most of you know, in theory, but you far too often fail to act on it. These 19 short articles and exercises will keep these core concepts present in your mind so you can actively work on them throughout your day.

This information is crucial to helping you transform your mind, body and spirit: in essence, your life.

Humans are terrible creatures of habit. Most people scurry around in self-defeating loops based on years of bad programming. Half the battle is identifying what you’re doing wrong. Only then can action be taken to make changes to improve the quality of your life.

Much of the knowledge we’re giving you is inspired by the one and only T. Harv Eker, the man behind Peak Potentials Training, the fastest growing personal development company in North America. Using some of the key principles set out by T. Harv Eker – which we will share with you throughout this series – thousands have gone from living lives of mediocrity to lives overflowing with joy, love, abundance, and success.

PART 1: Action vs. Protection

In Part 1, I’m going to focus on your mind. More specifically, I’m going to explain what your mind wants. Obviously, the human mind is hugely complex and nuanced, but one of its primary and primitive functions is to keep you out of danger. Your mind wants to protect you, so it creates fear, so you will NOT act. Your mind works to maintain its present comfort zone.

A favorite phrase of the mind is “what if…” The mind is like this overzealous soap opera writer deeply invested in churning out imagined melodramas. The point here is that they’re imagined. They’re not real. But the unfortunate reality is that we live our lives guided by these dramatic fear-based imaginings that hold us back from taking action and moving forward.

Fear is the tension in the mind between your will to act and your mind trying to protect you.

When you take action (even if you do something many would consider incredibly frightening) and your mind does NOT try to protect you with chatter, you will not feel fear. Fear exists when part of you wants to act and part of you wants to hold back. Fear is also increased by the anticipation of physical and mental pain. Here the key word is ‘anticipation’. Again, it’s imagined. It’s in the future. It only exists in your mind. Of course, there are situations when fear is entirely warranted, like if you were facing down a bear or you encountered a hostile stranger in a dark alley, but these circumstances are highly unusual.

The key is to tame the mental chatter that gives rise to fear.

Chances are the fear won’t go away entirely, but you can slow down and see the mental chatter for what it is: just your mind on overdrive trying to protect you. This helps to strip the chatter of its power to influence you. The key is to act in spite of fear. This is having courage.

Exercise
  1. Think about the last time you were scared to do something, but you did it anyway. (Maybe it was giving a presentation at work. Maybe it was attending a swimming class. It could be any situation where you acted in spite of your fear.)
  2. Close your eyes and bring yourself into that moment – the sights, sounds, thoughts, feelings, etc. Really visualize it.
  3. Try to clearly identify what it was that you were scared of before you acted. Feel the fear, but pin down what your mind was trying to protect you from? (Was it fear of failure? Was it fear of being judged? It could be a few things.) Make sure you recognize this for what it is, just protective mind chatter.
  4. Keep visualizing. After you took action, how did it feel to act in spite of the fear? Chances are you felt powerful and strong, both mentally and physically. Try to hold on to that feeling and really own it. Relax and try to do this for about 15 minutes.
  5. Finally, the next time you feel scared of doing something, first isolate what it is that you’re actually scared of. Remind yourself that this is protective mind chatter. Just say to your mind “thanks for sharing.” Second, call on that feeling of strength you felt the last time you overcame your mind’s protective instinct and acted in spite of the fear. This feeling will help propel you towards action. The more you act in spite of fear, the easier it becomes.

by Michelle Rogers

http://daily.finerminds.com/mind/self-improvement/becoming-just-awesome-part-1-action-vs-protection/

quarta-feira, 11 de março de 2009

Oprah and Eckhart Tolle

Há momentos que valem a pena ser escutados no silêncio da mente, no espaço observador da experiência.


terça-feira, 10 de março de 2009

Um texto no momento certo...

Pela primeira vez, consegui ultrapassar um momento que normalmente me colocava "em baixo", e 10 minutos depois este texto aparece à minha frente...
Faz parte de uma série de 18 textos, prometo apresentar aqui todos.
Vou começar neste e depois começo com a série completa!!

Stop Taking Things Personally!
by Michelle Rogers

Welcome back! It’s time for Part 18 in our FinerMinds series on Becoming Just Awesome. We’re almost there – only one more post to go! This week we’re going to focus on not taking things personally. Easier said than done, of course. Far too often people let their emotional well-being be dictated by the words and actions of others. It’s time for everyone to follow their own true path and stop chasing after the compliments and expectations of others.

Taking other people’s judgments personally undermines your self-worth.

In Don Miguel Ruiz’s inspirational book, The Four Agreements, he discusses this human flaw of taking things personally. According to Ruiz, nothing other people say or do is because of you. Rather, it has everything to do with their own reality. It says much more about them than about you.

Let’s say you have a co-worker who constantly puts you down. Maybe he or she does it subtly, but they nonetheless seek out ways to undermine your confidence. They roll their eyes when you speak up in a meeting. They make fun of what you’re wearing. And if you confront them about their behavior, they chastise you for not being able to take a ‘joke’. Hopefully, this isn’t your experience, but I think you know what I’m talking about.

You need to take a step back and think about why this person is acting this way. As a general rule happy, confident individuals don’t behave like this. Not at all. People who exhibit this type of predatory, cruel behavior are actually miserable, lack confidence and essentially project their negativity onto others.

Chances are you’re the target because this person knows that their continuous little digs get to you. It gives them power and makes them feel better (temporarily). As soon as their comments and actions have absolutely no impact on you, they’ll stop. Guaranteed.

In the words of Eleanor Roosevelt: “No one can make you feel inferior without your permission.”

Don Miguel Ruiz also describes taking things personally as the “ultimate act of selfishness.” Huh? Well, when you take things personally, you assume everything is about YOU. It’s not. Again, what people say has so much more to do with them than it does about you.

Dr. Wayne Dyer also weighs in on the idea of taking things personally in his book The Power of Intention. Dyer says that when you allow the opinions of others to be more important than your opinions of yourself, you lose self-respect. Why would you put your opinions of yourself below those of another person? Rather, you deserve to believe you’re valuable and worthy.

A few more kernels of knowledge on the subject:

1. Compliments are just gravy
Compliments are lovely aren’t they? But here’s the thing: If you’re hooked by the compliments, you’re hooked by the criticism. You need to get to a place where both credit and criticism can’t touch you. Compliments can’t be the source of your strength, because what if they dry up, what then? They’re just gravy – extra dressing, but no real substance.

2. Stop colluding
Let’s say you perceive a situation as negative. For example, a friend chose to spend the evening with someone else instead of you or you received a curt e-mail from your boss. You’re hurt. What do you do? One reaction that is temporarily soothing is to call someone, unload your hurt and anger, and get them hooked into your story. This is a big energy investment and utterly not worth it. Inviting others to collude in your story only perpetuates the pattern of taking things much too personally. Collusion is rounding up individuals who believe your own illusion. Not good!

3. Always keep the larger goal in mind
Who you become on your life journey is far more meaningful than what happens to you. When you learn how to get beyond taking things personally by observing and then choosing an alternate response, you will eventually become unshakable. You can lose your job; you can be broke; you can be forced to leave your home. But no one can take away who you are – your essence. As you become a person who is clear and centered, you will have the tools to succeed in life no matter what happens in the external world.

Exercises

Here are two exercises that I had the privilege of being introduced to at T. Harv Eker’s Enlightened Warrior Training Camp. These exercises are designed to help you move past taking things personally. To get the most out of these exercises you must put all your energy into them. Go beyond understanding them on an intellectual level, really feel the intention behind them.

To do these exercises, find a friend or a partner to help you out. In the first exercise you’re going to insert the name of someone who has hurt you in the past. Now say the phrase out loud and do it with as much intention as possible. Repeat it as many times as is needed until you feel the hurt dissipating.

For the second exercise, you’re going to insert your own name. Say this phrase over and over with positive intensity (not anger) to the person who is helping you with this exercise. Look them right in the eye and say it. If you’re not comfortable using the word ‘f*#k’, insert a word that has a lot of energy for you. (Harv was big on having us use this word because it can be rather liberating.) Also make sure you use the word ‘and’ (don’t use ‘but’), because you both love them and you don’t care what they think about you. Keep repeating this phrase until you feel a surge of personal power.

Exercise 1
__________, I now understand that what you did and said had nothing to do with me and everything to do with you. You were projecting your own mental baggage and bad programming onto me. I unknowingly let in your poison. I now choose to let that poison go and fully release myself from this hurt.

Exercise 2
Hi, my name is __________. I love and respect you, and I don’t give a f*@k about what you think about me. Have a nice day!

How did you feel after doing these exercises?

http://daily.finerminds.com/mind/self-improvement/stop-taking-things-personally/

segunda-feira, 9 de março de 2009

Aumentou a procura do "coaching" - RTP

Trata-se de um género de orientação para ser mais feliz. Os "treinadores de felicidade" propõem-se ajudar os clientes a atingirem objectivos concretos como falar em público, lidar melhor com os outros ou até deixar de fumar.

sexta-feira, 6 de março de 2009

What is arising now is not a new belief system, a new religion, spiritual ideology, or mythology. We are coming to the end not only of mythologies but also of ideologies and belief systems. The change goes deeper than the content of your mind, deeper than your thoughts. In fact, at the heart of the new consciousness is the transcendence of thought, the newfound ability of rising above thought, of realizing a dimension within yourself that is infinitely more vast than thought. You then no longer derive your identity, your sense of who you are, from the incessant stream of thinking that in the old consciousness you take to be yourself. What a liberation to realize that the “voice in my head” is not who I am. Who am I then? The one who sees that. The awareness that is prior to thought, the
space in which the thought – or the emotion or sense perception – happens.

A New Earth - Eckhart Tolle

Só o coração sabe


Um estado de silêncio interior é calmante, revigorante e altamente amoroso.
Tudo está no seu devido lugar, tudo se transforma no tempo perfeito e a compreensão vai além do que conhecemos.
Faz sentido continuar a procurar uma solução? Fará sentido procurar respostas e métodos fora de nós mesmos para encontrarmos o caminho certo a seguir?
Não existem caminhos certos ou errados, lentos ou rápidos, perfeitos ou imperfeitos. Existem caminhos. Existem os caminhos que escolhemos, os caminhos que conseguimos caminhar e trilhar entre os nossos pensamentos.
O caminhar dos nossos passos levam-nos a novas paragens, onde podemos contemplar com paciência e tranquilidade o que a vida tem para nos oferecer. Nessas paragens podemos abrir os nossos braços e permitir à nossa mente "ver" com os verdadeiros olhos da alma.
São estes momentos que me aproximam de mim, do nós que todos somos, e que me permitem seguir com amor e alegria por estar viva e por haver alguma razão para me encontrar aqui.
Qual a razão? Não é importante compreender ou perceber, basta saber... um saber que ultrapassa palavras e não é interpretado pela mente.
Só o coração sabe! Esse que me guia e nos guia a todos no caminho da eternidade.

segunda-feira, 2 de março de 2009

O Amor


Gostarmos de nós mesmos é o primeiro passo no caminho da liberdade pessoal.
Como podemos ser livres se acharmos que não merecemos? Como podemos viver em plena comunhão com o Universo se achamos que não somos bons o suficiente para isso?

Talvez nunca ninguém nos tenha ensinado que somos o centro do nosso mundo e que dele parte o que vivemos, vemos, pensamos e sentimos.
Somos apenas nós mesmos que temos o poder de transmutar o sofrimento em amor, a tristeza em amor, a pobreza em amor, a escuridão em amor.
O amor transforma tudo e cura o incurável!
Uma frase que me marcou e que ainda hoje gosto de repetir é que o "incurável é curável no interior", no interior de nós mesmos.

Possuímos todas as capacidades para ultrapassar os mais diversos desafios e temos os talentos mais originais e criativos para avançar com sucesso.
Não sabemos isso? Talvez!
Mas quando descobrimos não podemos ficar indiferentes!
O coração chama, a criatividade desperta e os pensamentos contam-nos histórias de sucesso que inspiram!

domingo, 1 de março de 2009

Há momentos em que uma pausa sabe bem!
Uma pausa do mundo, um pausa de mim, uma pausa de tudo!

Sentir que existe um espaço e um tempo fora daqui, fora deste mundo e de tudo que o compõe.
E se esse espaço existe quando o desejamos, é porque está sempre lá. Só percebemos que ele lá está quando chamamos por ele.
E é assim com tudo!
Quando desejamos algo, descobrimos que sempre esteve mesmo ali... onde nunca procuramos, pois achamos que não temos à nossa disposição.
Tudo o que desejamos já existe para nós e como temos uma formatação mental que não nos permite ver, sem crer, são poucos os que atingem sem esforço o que desejam!

A cada dia que passa acredito que a magia da vida é a simplicidade. Sempre desconfiei disso!
Sempre gostei de tudo bastante simples, fluido e calmo.
Para mim, a vida é maravilhosa e só faz sentido se for vivida entre sorrisos, alegria e amor.

Muitas vezes lutamos e sofremos interiormente, debatemo-nos com o que vemos no exterior e não gostamos do rumo da nossa vida, da vida dos outros e do mundo em geral.
Mas existem momentos, em que conseguimos abrir uma janela, e vemos que afinal não existe razão para tanto conflito interior, para tantos debates internos de certo e errado, e mais... que o medo que sentimos nem sequer faz sentido.
Existem estes momentos que me dizem que tudo está perfeito, que tudo é apenas como deveria ser.
Eu vejo o que eu quero, eu vejo o que eu sinto... eu vejo o que eu crio.

É óbvio que existem momentos em que esta janela está fechada e nem me lembro de a abrir... mas eu sei que ela está lá... e sei que a posso abrir em qualquer momento.
Eu sei que existe um caminho para casa, onde me reencontro comigo mesma e abraço o mundo como ele é.

Não me adianta reclamar, não me adianta debater e muito menos enfrentar-me a mim mesma numa luta constante com o que já existe!
Descobri, que o melhor que podemos fazer, é aceitar este momento. Quando o fazemos, o milagre da vida pode acontecer!
Só temos medo do mundo, porque damos um significado ao que vemos!
Quando dissolvemos esse significado... tudo se desvanece e ficamos nós!
Sim... tudo se pode desvanecer... mas quem SOMOS É, em todos os momentos, em todas as situações.

Sinto-me bem por saber isso! Mesmo se não abrir a janela do reencontro, sei que ela está lá... e de todas as vezes que a abro ela fica maior e maior. Sei que consigo passar por ela... e reencontrar-me com quem Sou... e nesses momentos momentos o mundo pára... o Amor transborda!

Uns dizem que é loucura... eu digo que é Amor e que é tudo o que existe!
Mas à minha parte que diz ser loucura, eu amo ainda mais, pois lembra-me ainda mais dos meus sonhos e de como é bom saboreá-los!

sábado, 28 de fevereiro de 2009

The Curious Case of Benjamin Button


Um filme que vale a pena ver!
A calma que transmite e a certeza de que não adianta resistir ao que somos, e que a aceitação da realidade em todos os momentos pode produzir milagres de amor.
O verdadeiro milagre é sentir o amor que somos e deixar que este emane sem reservas!
Gostei!

Aceitar onde estou e como me sinto

Uma das principais dificuldades que o ser humano tem é em aceitar o lugar onde se encontra neste momento, o lugar emocional, físico e mental.
Não gosta do que sente, não gosta do que atrai para a sua experiência, não gosta do que pensa... e tem dificuldade em mudar. Uma das razões é não aceitar onde está... resistir ao que É neste preciso momento.

Como adoro EFT e tenho descoberto as maravilhas que pode fazer por mim e pelos outros, hoje vou publicar um tapping pessoal, com aquilo que sinto pessoalmente, para mim mesma.

Apesar de não aceitar onde estou, nem como me sinto, eu escolho aceitar-me profunda e completamente.
Apesar de não conseguir aceitar-me, eu escolho aceitar os meus sentimentos e como me sinto.
Apesar de ser difícil estar aqui e agora, com o que sinto e o que penso, eu escolho tranquilizar a minha mente e o meu corpo.
Apesar desta resistência ao que É, ao que Sou aqui e agora, eu escolho manter-me presente e em paz.

Não aceito como me sinto.
Não aceito onde estou.
Não consigo aceitar.
Não me aceito.
Não me aceito.
Não aceito onde estou.
Não aceito como me sinto.
Não aceito o que sinto.

Não me aceito.
Não me aceito.
Sinto toda esta resistência ao que é.
Esta resistência a aceitar-me.
Toda esta resistência em aceitar-me.
Toda esta resistência em aceitar-me.
Esta resistência.
Esta resistência.

Mas eu posso escolher manter-me calma.
Eu posso escolher aceitar os meus sentimentos.
Eu escolho aceitar os meus sentimentos.
Eu escolho aceitar como me sinto.
Eu escolho aceitar como estou, aqui e agora.
Eu escolho aceitar-me.
Eu escolho aprender novas formas de me aceitar e amar.
Eu escolho aceitar-me.

Eu escolho estar em paz.
Eu escolho sentir-me em paz.
Eu escolho sentir-me em paz, independentemente de qualquer coisa.
Eu escolho a paz, em todas as situações.
Eu escolho a paz e a calma.
Eu escolho a paz.
Eu escolho a paz.
Eu escolho o amor.


Um bom fim de semana!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009