quinta-feira, 30 de abril de 2009

Olhar para dentro...

Olhar para dentro é uma tarefa individual e que nem todos aprendemos a fazê-lo com frequência.
Ainda temos o hábito de olhar para o nosso exterior e observar o que vemos como algo imutável e que não é da nossa responsabilidade.
Também se pode tornar um hábito libertador observar a realidade como o vemos com uma perspectiva completamente diferente e com a responsabilidade consciente.
A consciência observa... a consciência cria... mas pelo processo inverso.
A consciência cria e depois observa. Olhar para além dos limites, ver para além das formas e usar a imaginação para ultrapassar as barreiras do pensamento rotineiro.
Tudo passa... e tudo se transforma.
Temos a responsabilidade das nossas vidas no nosso interior, no nosso livre-arbítrio e na nossa vontade de sermos felizes.
A lição de hoje de Um Curso Em Milagres diz que "A Salvação vem de mim.".
É algo que é de extrema importância porque nos coloca na posição de responsáveis por tudo aquilo que nos acontece e por tudo aquilo que fazemos, dizemos e PENSAMOS.
A meu ver nunca demos muita importância ao PENSAMENTO, talvez por falta de informação, mas a verdade é que a liberdade reside no pensamento que escolhemos pensar.
Quando procuramos a essência das situações de vida pelas quais passamos, encontramos um pensamento, ou vários.
E o que sentimos com os nossos pensamentos? O que sentimos mostra-nos a qualidade dos nossos pensamentos.
Sentir... Pensar... Sentir... Pensar... Começar a Re-Aprender a usar esta ferramenta que possuímos pode trazer-nos a Verdadeira Paz.
Entregar os pensamentos e sentimentos que achamos complicados e dolorosos a Deus, ao Universo e ter fé que tudo passa, tudo se resolve e que podemos ver tudo de um outro modo.
A Alegria é o nosso estado natural, somos Amor e nada mais existe!
Vale a pena investir em pensamentos de Alegria e Amor... não exigem esforço... são a nossa natureza divina!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Pequena nota...

Parece importante referir que este blog não é de nenhum negócio, nem pretende vender rigorosamente nada.
É um blog onde partilho pensamentos, ideias e AMOR.

Escrevi um texto sobre os comentários e a nova moderação que vou fazer nos blogs aqui.

Agradeço a vossa compreensão.

Agradeço a todas as visitas que por aqui passam e irradio Amor por todas elas.

Grata!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Mais uma pergunta poderosa

Hoje lembrei-me de algo que a Isabel Ferreira frisou imenso no curso de coaching que fiz o ano passado: o mais importante é limparmos o lixo mental que fomos acumulando ao longo dos anos, e o que fica é a excelência.
Tenho verificado que isso é tão verdade... tão simples e tão eficaz.
Vivemos segundo crenças e comportamentos que fomos aprendendo quando éramos crianças, guardamos memórias, mágoas, dores, ressentimentos, expectativas, alegrias e desgostos, e quando algo novo acontece temos sempre um ponto de comparação.
Vivemos os nossos dias a compará-los com o passado, ou com o passado dos outros, a encaixá-lo nas velhas crenças e padrões de pensamento.

Eu acredito que a liberdade está para além disso... a liberdade está na libertação das rotinas de pensamento habituais, está no perdão de um mundo que julgamos a todo o momento e no reencontro com o Ser que Somos, este Ser Excelente e Divino que habita em nós.
A Byron Katie pergunta-nos quem somos nós sem a nossa história. Basta responder a esta simples pergunta: Quem seria você sem a sua história?
Mais uma pergunta poderosa que nos pode levar a alcançar um lugar na nossa mente que julgávamos inexistente.
Um espaço em branco... uma tela onde podemos desenhar a história de felicidade, amor e paz... uma paz profunda que não precisa de palavras... uma paz que É... um sentimento que abarca o mundo... um AMOR incondicional....

Afinal, quem seria você sem a sua história?

domingo, 26 de abril de 2009

Perguntas Poderosas

O que é que faria neste momento na sua vida se não tivesse medo de falhar?

Esta é uma grande pergunta que nos pode levar a descobrir desejos profundos que simplesmente não realizamos por medo.
O medo é apenas uma ilusão da nossa mente para nos travar na descoberta deste mundo fantástico e com tanto para nos oferecer.
Quando ultrapassamos e desafiamos os nossos medos, ultrapassamos os nossos próprios limites e percebemos que não existem fronteiras, que os medos são apenas ilusões que criamos para nos mantermos em zonas de segurança, zonas que conhecemos e que são familiares para nós.

Quantos de nós não passamos por situações menos fáceis, reclamamos, não gostamos e mesmo assim não fazemos nada para mudar?
Não fazemos porque existe uma parte de nós que se sente absolutamente segura com o que conhece e o desconhecido é um risco, uma aventura insegura, onde os resultados podem ser assustadores.

Quando experimentamos arriscar, quando ousamos libertar a mente das amarras das ilusões, quando calamos a voz que nos abranda e seguimos em frente, compreendemos que a liberdade é una com quem Somos e que podemos tudo o que sonhamos.

Se um desejo nasce dentro de nós, a realização do mesmo é sempre possível!
Não existem limites, fronteiras são apenas desenhos que pintamos para entreter os nossos receios e para fazer crescer dentro de nós um medo do desconhecido.

Então, o que faríamos se não existissem fronteiras?
O que desenharíamos no nosso mundo se o céu fosse o limite?
Como seria a nossa vida de sonho?
O que podemos fazer, aqui e agora, para realizar o nosso sonho?

Abrir a mente, mudar perspectivas, alterar paradigmas...
É isto que nos é pedido para sermos felizes. Abrir mão das crenças que nos limitam e nos agarram ao que conhecem.
Temos nas nossas mãos a varinha mágica que ilumina a vida! Escolhemos o que queremos fazer com ela!

O que é que faria neste momento na sua vida se não tivesse medo de falhar?

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Texto em Destaque

Hoje o texto "O que é EFT?" escrito por mim está em destaque no Sapo Astral!

Aproveitem para conhecer um pouco mais da técnica!

Link directo do texto: O que é EFT?

Sentir-me bem....

Há momentos realmente em que me dá vontade de fugir e entrar noutra realidade, completamente diferente da que vejo e percepciono todos os dias.
E são estes momentos de resistência, onde o meu pensamento me leva a viver pesadelos mentais que me coloca numa posição inconfortável.
Quando finalmente consigo libertar a resistência, aceitar o que vejo e o que sinto, aceitar este momento presente com todas as possibilidades que tem para mim, nada me parece tão cinzento e as cores do arco-íris começam a manifestar-se com alegria.
É a compreensão de que tudo está em mim. Às vezes é assustador, revolto-me comigo mesma... mas sei que passa e quem está assustado e revoltado é um ego frágil que pensava ser forte, um ego pequenino que gostava de parecer grande.
Nós somos muito mais do que vemos e conseguimos muito mais do que pensamos ser possível.
Entrar em equilíbrio com quem somos, sem colocar barreiras ou resistências, pode abrir portas de conforto e bem-estar maravilhosas, que nem sequer ousamos pensar em momentos egóicos.

Sabe bem entrar em contacto com a parte de nós que tudo sabe e tudo compreende.
A parte de nós que nos mantém em segurança porque sabe que não existe ataque. A parte de nós que nos sustenta porque sabe que apenas a abundância é real. A parte do nós que ama tudo e todos porque não anseia pelo amor dos outros, sabe que é Amor.
Quando entramos neste espaço, onde não existe espaço e tempo, onde o momento presente é tão grande e arrebatador, tudo nos parece simples, amoroso e completamente perfeito.

Para mim, o mais importante é estar bem, é sentir-me bem comigo, e sentir-me bem comigo é viver em comunhão com todo o Universo em todos os momentos.
É saborear esta calma que existe e que é real, é reconhecer os pensamentos reais que existem na minha mente, é cumprir a minha função em todos os momentos, a função que o Universo tem para mim em cada momento... deixar-me ir com o meu coração.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Quer saber sobre EFT? Aproveite Sessão Gratuita!

Bem, estou a disponibilizar parte do meu tempo para mostrar às pessoas como o EFT funciona e o que podem beneficiar ao usarem esta técnica nas suas vidas.

Quem quiser fazer uma mini sessão de EFT (20 minutos) através da internet, GRATUITA, pode contactar-me pelo email angelamaria.mvieira@gmail.com e marcar.

Estas sessões são através do skype ou messenger e é necessário ter microfone e som no pc- se tiver câmara melhor, mas não é obrigatório (sem microfone e fones é que não podemos conversar).

O EFT pode ser feito perfeitamente através da internet, ou até mesmo por telefone (a maioria dos terapeutas americanos de EFT trabalham quase exclusivamente por telefone).
A pessoa aprende os pontos onde tem que tocar e através da conversa com o profissional de EFT chegamos à emoção ou assunto a tratar.

Quem pode beneficiar de uma sessão de EFT?
- Pessoas com dores crónicas
- Quem deseja perder peso (ou aumentar de peso)
- Quem tem vícios (tabaco, drogas, comida,... )
- Pessoas com alergias
- Pessoas com sintomas depressivos
- Quem possui medos e fobias (de qualquer natureza)
- Pessoas que estejam a passar por fases complicadas e não são capazes de gerir as emoções facilmente
- Desportistas que querem melhorar o desempenho
- Quem quer alcançar um objectivo mas está constantemente a afastar-se dele, por várias razões
- Crianças
- Qualquer pessoa que queira sentir-se completamente bem!
- ....

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Escolhas

Decidir...
Escolher...
Escrever...
Confiar...
Libertar...

Todos os nossos desejos se podem tornar realidade, basta que acreditemos que é possível e simplesmente libertá-los ao Universo.
Quanto mais agarrados estivermos ao que queremos, a sua manifestação no mundo físico torna-se mais difícil pois existe uma tensão interior, uma dúvida, um medo, uma necessidade.
Sempre que desejamos algo porque NECESSITAMOS, estamos a focar a nossa atenção na ausência do que pretendemos, e ausência gera ausência.
Quando duvidamos, simplesmente achamos que pode não acontecer e aí a vontade de ter ou viver a experiência tem que ser muito, muito mais forte que a dúvida.
O medo é um grande travão. O nosso inconsciente nunca nos oferece nada que nós não possamos viver, resolver e ultrapassar. Se temos medo é porque em algum nível achamos que não estamos preparados para viver determinada experiência... e este medo pode nem ser facilmente detectado. Basta um simples sinal do nosso corpo, uma emoção subtil quando pensamos ou falamos do objecto ou situação que desejamos.

O ideal será desejarmos algo, acreditando que o podemos receber e entregar ao Universo, sabendo que ele sabe o melhor momento para recebermos e o melhor caminho para nós até ele.
Então deixamos de estabelecer uma pressão, deixamos de querer saber todos os pormenores e simplesmente continuamos a viver em alegria, mesmo antes da realização.
E nesse momento, quando entregamos, quando largá-los e libertamos a tensão interior, tudo pode acontecer.
E muitas vezes o resultado é 1000 vezes melhor do que imaginamos.

Vale a pena escolher as experiências que desejamos viver!
Vale a pena escolher a alegria em todos os momentos.
Vale a pena colocar a intenção do bem-estar geral todas as manhãs!

Vale a pena viver em pleno Amor e Abundância!

domingo, 19 de abril de 2009

Perdão

As pessoas que estão mais próximas de nós são aquelas que nos oferecem a maiores oportunidades para crescer, mudar e evoluir.
Nem sempre conseguimos aceitar com facilidade estes desafios, mas se os analisarmos com o coração, rapidamente percebemos que existe um lado positivo maravilhoso, uma alavanca para um patamar superior, muito acima do que pensamos ser possível alcançar.
Estou a aprender a entrar dentro desses momentos e a não estragar a minha alegria interior.
Estou disposta a ser alegre, a irradiar alegria e a perdoar todas as situações.
Realmente desde pequenina que ouvia dizer que não somos ninguém para perdoar, nem sequer podemos julgar, apenas Deus perdoa, e Ele perdoa tudo. Se Deus perdoa tudo, então quem somos nós para não o fazer.
Além disso, nós nunca estamos a perdoar ninguém fora de nós, estamos apenas a perdoar a nós mesmos.
Quando olhamos para o mundo com os olhos do perdão, todas as soluções aparecem e sabemos que tudo tem o seu caminho traçado, o caminho mais perfeito, magnífico e glorioso.
Agradecer a todos aqueles que nos rodeiam e que puxam por nós, que puxam pelas nossas capacidades, que nos agarram pela mão com amor para nós podermos ir mais longe sempre com uma companhia amorosa e forte.
Obrigada a todos os que me oferecem esta mão forte e amiga.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Vida

A vida vale pela alegria de ser vivida. Lembrar que somos seres livres e de alegria eleva a nossa mente para os campos transcendentes da felicidade, onde o Amor é parte integrante da vida.
Não se procura, não se espera, não se pede, dá-se e simplesmente é. O Amor no estado puro da partilha, da alegria, da comunicação, da simplicidade pura que pertence à complexidade do ser humano.
Acho que afinal não somos mais do que pensamos, simplesmente pensamos que o que pensamos é impossível.
Precisamos aprender a acreditar, precisamos recuperar a fé em Deus, Deus que nos criou e que é connosco em todos os momentos.
Obrigada.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

“I want to be the best that I can be. I want to do and have and live in a way that’s in harmony with
my idea of the greatest good. I want to harmonize physically here in this body with that which I
believe to be the best or the good way of life.”
Abraham Hicks

A minha versão:

Eu quero ser o melhor que posso ser.
Eu quero fazer e ter e viver em harmonia com a minha ideia de bem maior.
Eu quero harmonizar-me fisicamente, aqui, neste corpo, com aquilo que eu acredito ser o melhor ou a melhor forma de vida!

domingo, 12 de abril de 2009

Lei da Atracção na Prática

Eu sou a criadora da minha experiência de vida.

1 - Começar a contar a história da minha vida como eu desejo que seja.

2 - Quando estiver a constatar um facto presente que não gosto ou não quero, parar e fazer a afirmação do que eu desejo - em pensamentos ou palavras, tendo em atenção que também é necessário uma mudança da vibração/emoção.

Eu sei o que eu não quero, então o que é que eu quero?

3 - Escolher pensamentos que me fazem sentir bem.

4 - O que é que eu quero? - Repetir com frequência para alterar a vibração.

5 - Quando sinto uma emoção negativa, parar e:

Estou a sentir uma emoção negativa, o que significa que não estou em harmonia com o que eu quero. O que é que eu quero?

6 - Focar na solução e não no problema. Porquê que eu desejo/quero isto?

7 - Criar um livro de sentimentos positivos e escrever nele diariamente.
Escrever os aspectos positivos de variadas coisas, pessoas, situações, lugares...

8 - Ao acordar, mesmo na cama, escolher pensamentos que me façam sentir bem, focando-me nos aspectos positivos da minha vida.

Começar o dia com pensamentos positivos e sentimentos deliciosos.

9 - Ao deitar, focar-se nos pensamentos positivos do dia e da vida.
Libertar as preocupações e apenas escolher pensamentos que façam sentir bem!

"Esta noite eu vou dormir uma noite descansada, tranquila e relaxada.
Eu vou dormir bem e vou acordar fresca e renovada para um novo dia, num ponto de atracção positivo."

10 - Começar o dia com:

Hoje, não interessa onde eu vou, o que eu faça, com quem eu faça, a minha intenção dominante é ver apenas o que eu quero ver."

11 - Jogo "E Se?"
Focar em aspectos positivos, de como eu gostaria que as coisas fossem.

---------------------------------@-----------------------@---------------------------------
Do livro "Money and The Law of Attraction" de Abraham Hicks

sábado, 11 de abril de 2009

O que é a realidade?

Não existe nada para além do nosso pensamento.
Uma mudança na nossa mente pode alterar o nosso mundo exterior.
A paz que encontramos num recanto escondido da nossa mente pode simplesmente dissolver todos os conflitos a que estamos habituados a experimentar.
Não existe nada mais na nossa vida do que pensamentos.
O nosso mundo reflecte a qualidade do que pensamos, do que sentimos com esses pensamentos.
Temos que partir de algum ponto.
Estamos felizes?
Vivemos a vida que desejamos?
Quando olhamos à nossa volta vemos apenas amor?
O que nos falta?
Uma mudança de perspectiva, pensamentos saudáveis, de amor, carinho, amizade e paz.
Loucura?
Talvez a loucura em que vivemos possa ser dissolvida no encontro com a verdade.
Fico feliz e compreendo melhor estes conceitos quando entro dentro de mim, quando observo a minha vida e compreendo que tudo faz um sentido abismal, que nada do que penso ser se compara com o que Sou.
Deixo-me de histórias e abro as asas ao céu.
Desejo a vida, ambiciono a paz.
Nada é real além do amor que sentimos.
Neste mar infinito, neste campo de possibilidades, temos o livre arbítrio de escolher o que queremos criar.
Que tipo de pensamentos alimentamos?
Que tipo de imagens mentais contemplamos?
Que tipo de sentimentos projectamos?
Tudo está dentro de nós.
Não há respostas fora de nós. Não existe o fora de nós.

(Aconselho vivamente o livro "Um Curso em Milagres", e para um entendimento científico "A Janela Visionária".)

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Quando o medo se funde...

Quando o medo se funde com os nossos pensamentos e passamos a pensar, falar e agir segundo o mesmo, a nossa situação de vida tende a agravar-se.
É verdade que dentro da nossa cabeça existem duas vozes que nos dizem o que fazer, o que dizer, o que achar deste ou daquele... e na maioria das vezes, a voz que prevalece é aquela à que fomos habituados a ouvir com mais frequência.
A voz que nos transmite aquilo que fomos assimilando do mundo exterior, as suas crenças, medos e dogmas, instituidos por uma sociedade que não sabemos o que é, nem para onde caminha.
O medo não existe. O medo é uma criação do homem para se manter numa posição de defesa/ataque, estando sempre alerta para um possível perigo.
O maior perigo existente na nossa humanidade reside dentro de cada um de nós.
Nunca ninguém nos ensinou o poder que existia no nosso interior, e a maioria de nós continua a fugir dessa responsabilidade.
É realmente uma responsabilidade e tanto!
NÃO EXISTE NADA FORA DE NÓS QUE NOS POSSA AMEAÇAR. NÓS SOMOS A NOSSA MAIOR AMEAÇA.
E não estou com isto a dizer que o Ser Humano é a ameaça, e que qualquer ser humano nos pode atacar.
Estou a falar individualmente mesmo. Cada um de nós.
Pode parecer algo impossível, irrealista e muito GRANDE! Mas é uma verdade, que felizmente está a ser comprovada pela nossa ciência.
E no entanto, todas estas teorias podem ser comprovadas na nossa experiência de vida e podemos, finalmente, começar a usar na nossa vida, este conhecimento conscientemente.
Podemos libertar a nossa vida das velhas amarras das doenças, das vítimas, dos ataques e defesas, da carência e da solidão.

Ontem ouvi uma música que durante os tempos de faculdade me acompanhou....

I am you and you are me
Whys that such a mystery?
If you want it you got to believe
Who are we? were who we are
Riding on the great big star
Weve got to stand up if were gonna be free yeah

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself
cause its all just a game
We just want to be loved

The son of God is in our face
Offering us eternal grace
If you want it youve got to believe
cause being free is a state of mind
Well one day leave this all behind
Just put your faith in God and one day youll see it

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself
cause its all just a game
We just want to be loved

The futures in our present hands
Lets reach right in
Lets understand
If you want it youve got to believe yeah

If you want it you got it
You just got to believe
Believe in yourself yeah
cause its all just a game
We just want to be loved

Hoje consigo perceber de uma forma muito diferente esta letra... consigo senti-la com um sorriso nos lábios e saber que é verdade.
A única coisa que precisamos fazer é acreditar em nós mesmos e eliminar os pensamentos limitadores que habitam na nossa mente, que contagiam a mente humana e dessa forma, criar a nossa realidade interior a partir do amor.
A realidade exterior é um espelho, ou melhor, uma projecção da nossa realidade interior.

Na minha opinião, e vale o que vale, pois é apenas a minha opinião... não podemos estar mais tempo a afastar o nosso Poder Interior, a renegar a nossa natureza e a manter a ignorância sobre as leis que regem este mundo onde ESCOLHEMOS viver uma experiência maravilhosa.

A escolha foi-nos dada para escolhermos o que é nosso, para expandirmos amor.
AMOR!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Um testemunho gratificante

"A minha experiência com o EFT orientada pela Ângela foi uma revelação!

Sinceramente, não me recordo como comecei a receber os e-mails/newsletters da Ângela... mas que de vez em quando as recebi... recebia. No dia 2 de Fevereiro, recebi mais um e-mail dela. Desta vez, chamou-me atenção: "EFT e o Dinheiro - OFERTA". Se o assunto do e-mail chamou a atenção... o conteúdo... ainda mais! O meu instinto foi "Vou responder já"... mas não o fiz. Foram precisos 20 minutos para assimilar o que tinha lido... e arriscar, ou seja, entrar em contacto com a Ângela!
Marquei a primeira sessão para uns dias depois...
Esperava tudo e não esperava nada, pois normalmente encaro as novidades com um misto de cepticismo e entusiasmo. E foi com esse espírito que fiz a minha primeira sessão de EFT.... e as restantes!

Palavra de ordem nas sessões: focalização nos nossos próprios sentimentos, emoções, pensamentos e mal-estar emocional. Ao longo das 4 sessões, descobri que tinha mais bloqueios emocionais do que pensava ter, que tinha de os desfazer e como os desfazer. A ajuda da Ângela foi primordial! Com ela aprendi algumas ferramentas - EFT, colapso - para fazer esse combate diário!
Com todo o carinho... levava um estalo da Ângela... entenda-se por
estalo emocional o seguinte processo: cada frase negativa que eu dizia... a Ângela pergunta algo (relacionado, claro) de tal forma que a minha frase adquiria um teor desprovido de sentido! Se eu continuasse a responder de forma negativa, lá vinha o estalo... lá vinha a pergunta que destruía por completo o pessimismo que sustentava a minha afirmação!
Já venci muitos preconceitos em relação ao dinheiro, mas faltam alguns. Embora este processo esteja a ser moroso, está a ser, sobretudo, gratificante.

Gostaria finalmente de salientar o ânimo e o carinho que me foi transmitido pela Ângela que após as 4 sessões se tornou, sem dúvida e para mim, uma amiga.

Muito obrigada, Ângela!
Muito sucesso, muita prosperidade!

beijos.
rc"

Grata!
Ângela

terça-feira, 7 de abril de 2009

- Estou perdida entre o hoje e o amanhã, com medo que aconteça o mesmo que ontem.

- E sabes porquê?

- Não... talvez porque penso demais e me preocupo demais?

- Também. Mas acima de tudo porque não sabes como a realidade funciona e pensas que a tua preocupação te vai ajudar a resolver alguma coisa.
Os seres humanos são todos assim.
Se soubessem para que servem os pensamentos, saberiam que os podem usar de uma forma construtiva, positiva e empreendedora da sua realidade pessoal.

- Isso parece tudo muito bonito, mas não estou a perceber muito bem.

- Sabias que estás num mundo de pensamentos?

- Como assim?

- Os teus pensamentos estão na base do que tu sentes, do que tu vês e percepcionas na realidade exterior.
Isto é assim, simplesmente porque É.
As leis físicas da natureza universal o determinam.
Os teus pensamentos criam imagens mentais, emoções que estão em contacto directo com a malha mental universal.
Por processos complexos, que o vosso entendimento limitado não consegue abranger, as várias imagens mentais e emoções que percorrem a malha colectiva criam em perfeita sincronia umas com as outras.
Não existem criações em vão e muito menos imperfeitas.

- Isso parece ser muito complexo.

- Depende da perspectiva.
Se aceitares o funcionamento da realidade e te alinhares com as suas leis, será muito simples... e a compreensão virá com a prática consciente.
Neste momento, tu e a maioria das pessoas vive no desconhecido e na falta de informação.

- Falta de informação?

- Sim, ou achas que a maioria das pessoas sabe que cria a sua própria vida?

- Pois, talvez não. Ou melhor, de certeza que não.

- Claro que não.

- E porquê que não sabem?

- Porque assim o escolheram numa determinada altura. Porque o medo e a culpa são emoções muito fortes, e são emoções que encobrem a visão da realidade pura e simples.
Quando acumulas muito medo, a tua capacidade de entendimento da realidade começa a ficar enfraquecida e tu perdes a "visão" real das situações.

- Não estou a perceber muito bem.

- Lá estão vocês, seres humanos, a querer compreender tudo e a fugir do que é realmente importante.
Enquanto vocês quiserem compreender tudo, como se fossem descortinar a verdade depois de compreenderem, adiando para amanhã a prática da Paz Interior, tudo vai sempre ficar para amanhã.

- Acho que estou a compreender o que me queres dizer.

(....)
"Conversas com o Génio"

Mudança na mente

Todas as nossas mudanças começam na nossa mente, tal como o pensamento de hoje o explica.
Às vezes, basta uma mudança de perspectiva para que tudo em nosso redor tenha permissão para mudar, para se alterar de forma a que possamos evoluir e caminhar mais facilmente.
Normalmente, as nossas perspectivas e ideias são muito limitadoras e prendem-nos a situações complicadas, difíceis e dolorosas, apenas porque teimamos em vê-la apenas pelo prisma do sofrimento.
Existem muitos prismas por onde podemos observar a realidade exterior e, quando começarmos a alterar a nossa mente, começamos a perceber que a luz que a realidade nos transmite, a luz que existe dentro da nossa realidade interior, pode ser reflectida no mundo exterior - na realidade exterior, de uma forma brilhante e perfeita.
Tudo o que existe à nossa volta são criações, pessoais e colectivas. São apenas criações.
É algo a que não estamos habituados e talvez demoremos algum tempo a digerir o que isso quer dizer. A mim ajudou-me imenso ver documentários sobre física quântica e metafísica, pois ajudou a minha parte lógica a perceber e compreender a realidade que observo e percepciono.
Claro que para mim ainda não é assim tão óbvio, em todas as situações, que a realidade é apenas energia e que tudo, absolutamente tudo é criado por nós.
No entanto, quando olho de um outro modo para a realidade, quando experimento algumas situações, tenho a plena consciência de que assim é.
Apenas a dúvida e o medo nos afastam da Paz Serena e tranquila deste conhecimento.

Compreender que Somos Um e tudo o que isso implica é algo GRANDE, ILIMITADO e que não pode mesmo ser explicado.
O filme "The Matrix", parecendo ser total ficção, tem pensamentos fabulosos e ensinamentos maravilhosos. Um filme para ver, rever e rever... de todas as vezes faz-se luz dentro de mim e compreendo mais profundamente o que vivemos.
O que estamos aqui a fazer?
Ainda é uma pergunta que me faço com frequência... mas a resposta ainda vem acompanhada de ego... e por isso escolho deixar-me ir, nas mãos do Universo que me guia no que É para mim.

Obrigada!

domingo, 5 de abril de 2009

Quem somos?

Afinal aquilo que pensamos ser, nem sempre é o que É na realidade que não conseguimos ver, tocar, cheirar ou até mesmo sentir.
Quando nos deixamos levar pela malha pensante, faladora, desesperada e amedrontada, acabamos por pensar que queremos, que gostamos ou não gostamos, que temos medo ou medo algum, onde a confusão está instalada e todos os momentos desenvolvem problemas, desafios, perdas e tristezas.
Afinal o que somos nós? Afinal para que nascemos?
Para viver uma vida de faz de conta, à espera que o amanhã seja melhor que o hoje e que o ano que vem traga novos sonhos e talvez melhores condições para "se calhar" avançar na sua concretização?
Que mundo este que criamos para nós mesmos.

Aprender a VER com a luz do coração e com um sorriso torna os momentos mais leves, serenos e perfeitos.
Tudo o que vivemos nos ajuda a aproximar a nossa mente do pensamento "certo", do pensamento alinhado com os nossos sonhos e desejos.
Não existe certo ou errado, existe apenas o desejo de ser feliz, pois hoje achamos (ou pensamos) que não somos pois existe sempre algo que "falta".
Vivemos num tempo em que "falta" sempre algo para nos sentirmos realizados e felizes.
E quando nos damos conta, estamos no fim da linha, onde ainda nos falta qualquer coisa, mas já não falta mais tempo... acreditamos no tempo, somos escravizados pelo tempo e morremos pelo tempo.
Os dias passam e alguns de nós apenas vêm minutos a morrer para a vida e não conhecem a verdadeira natureza do Ser.
Einstein dizia que o tempo era uma ilusão, uma ilusão persistente, mas ainda assim, uma ilusão.

Acho que a grande maioria de nós ainda não se deu conta, não apenas que o tempo é uma ilusão, como a vida que escolhemos viver é apenas uma ilusão.
Há tantos momentos de felicidade que desperdiçamos com pensamentos de tristeza, dor e sofrimento, quando podíamos simplesmente rir com o vento, sorrir ao sol, correr pelo jardim, tocar o mar e saltar na areia.
Não existe limite para o potencial humano, não existe limite para o nosso pensamento e em última análise, o que nos faz sentir mal é a qualidade dos pensamentos que escolhemos pensar em cada momento.

Um sorriso pode fazer milagres, pensar em alguém que amamos ou até mesmo, alterar o sentimento que temos por alguém.
Quando experimentamos "trocar" um sentimento de raiva por um sentimento de amor, quando nos permitimos libertar a outra pessoa que pensamos que nos faz sofrer, reparamos que apenas nos libertamos de um fardo que não nos pertence, nunca pertenceu e pensamos que o deveríamos carregar para sempre.
Quando experimentamos entregar um problema ao Universo para ele o resolver por nós, pois nós apenas queremos ver uma solução que pensamos ser a melhor para nós, descobrimos um mar de soluções perfeitas e a que melhor dança connosco escolhe-nos como par.

Quem somos nós (enquanto seres pensantes palradores, seres egóicos) para achar que sabemos tudo e que temos nas nossas mãos a solução para tudo.
Na realidade temos, mas num lugar onde temos medo de entrar, pois o Poder e Infinidade de Potencialidade pode ser assustadora.
Mas o melhor de tudo, é que esse poder existe e apenas precisamos confiar nele.
E enquanto confiamos, sorrimos à vida e acreditamos que nascemos para ser felizes, livres e alegres!

sábado, 4 de abril de 2009

A vida oferece-nos lições que nem sempre compreendemos de imediato, e acho mesmo que há aquelas que não temos consciência da sabedoria que descortinamos ao ultrapassá-las.
Neste momento, a minha vida atravessa uma ponte onde entrego a dúvida a Deus e confio na sua força e determinação.
Confio que todas as soluções são as perfeitas para mim e que todas as decisões que eu precisar tomar são as correctas!
Não existe certo ou errado, não existe bem ou mal, apenas achamos que existe e todos vivemos numa ilusão tremenda onde estes conceitos se manifestão por acreditarmos neles.

Observo o mundo à minha volta e por vezes fico confusa quando na observação entro nas realidades observadas, sinto o que outros sentem e não apenas observo.
Ainda vivemos num estado em que pensamos que estamos todos separados, que os nossos pensamentos são pessoais e que podemos fazer tudo independentemente dos outros.
Não vemos ligações físicas a tudo o que nos rodeia e achamos que não existem.
Somos como S.Tomé, que precisa ver para crer.

Só ainda não percebemos o porquê de tudo correr mal e de não obter o que desejamos. A premissa está invertida... nós precisamos crer para ver.
A física quântica começa a desvendar os segredos mais puros e fantásticos da natureza humana e universal, segredos que são revelados desde sempre por mestres espirituais e que apenas alguns se disponibilizam a aprender.

Viver numa sociedade como a nossa nem sempre nos ajuda a usar todos estes conhecimentos no dia-a-dia, mas desafia-nos a conseguir obter mais e melhor de nós mesmos.
Os desafios do quotidiano são os sucessos que nos levam à conquista dos sonhos, à realização dos objectivos.
Tudo o que desenhamos na nossa mente pode ser real.
E afinal, o que é real?
Bem, gosto mais de dizer que tudo o que imaginamos pode tornar-se parte da nossa experiência enquanto gostarmos ou desejarmos.
A natureza está em constante mudança, nós fazemos parte da natureza, não entendemos muitas vezes os ciclos e mudanças que atravessamos e desejamos simplesmente abdicar do momento presente.

Respeitar e aceitar mudanças, crescer em amor e alegria, imaginar os sonhos realizados e solucionar problemas de forma simples e fácil.
Um sonho? Uma possibilidade? Um desafio?
Podemos sempre escolher superar o que pensamos ser o nosso melhor!