quarta-feira, 6 de maio de 2009

Fluir... Entregar

Saber ir com o rio da vida, saber abrandar o ritmo quando as águas merecem o seu descanso, saber avançar no momento certo... é saber ouvir o coração e entregar ao Céu o nosso destino.
Muitas vezes queremos mudar tudo, queremos ir em frente a todo o custo pelo caminho que achamos ser o melhor, queremos isto, aquilo e mais aquilo, e nem sempre temos o que pedimos, porque?
Porque estamos a ir em contra-corrente, porque estamos apenas a forçar a Vida, estamos a forçar-nos a nós mesmos a seguir um caminho para o qual ainda não estamos preparados.
As resistências que nos aparecem são apenas resistências internas, crenças que "compramos" como Verdadeiras deste mundo que acreditamos ser real.
Quando abrimos a mente e dissolvemos as ilusões que vemos como reais, quando abrimos mão das verdades interiores que nos bloqueiam, descobrimos um mar infinito de possibilidades.
Descobrimos que a Luz e o Amor sempre estiveram presentes, descobrimos que as oportunidades sempre apareceram, descobrimos que apenas a nossa perspectiva nos fazia olhar para o lado oposto.
Abrir o coração e entregar a Deus, ao Universo, toda a nossa vida é Saber que somos guiados, sustentados e amados incondicionalmente. É saber que somos capazes de tudo o que sonhamos.
É saber que somos a Luz e o Amor que desejamos.
É não desejar, é Ser!

4 comentários:

Ju disse...

oi... gostei daqui! beijo

Angela Maria disse...

Obrigada Ju!

Um beijinho

Cláudia Nóbrega disse...

Olá Angela.

Concordo plenamente com este teu post.

Existem momentos da nossa vida em que sentimos que as coisas acontecem de modo tão natural que até parecemos uma folha a levitar com a ajuda de uma aragem calma e aconchegante.

A aragem calma e aconchegante representa o Universo e aquele que eu acredito ser o seu representante máximo: Deus.

É extraordinário a quantidade de oportunidades que nos surgem na vida se, simplesmente, nos permitirmos viver e acreditarmos que o Universo só reserva o melhor para nós.

Continuarei atenta a este fantástico blog...

Angela Maria disse...

Obrigada Cláudia!

A vida realmente flui quando permitimos, quando abrimos um espaço para ela se desenrolar!

Beijinhos